domingo, 25 de setembro de 2022

Aos meus queridos fantasmas...

 


Tenho tido pressentimentos e evitado sentir medo, desde que descobri no medo uma espécie de pressentimento. Aquilo que mais tememos é o que acontece.

sábado, 10 de setembro de 2022

"Dora e a amiga de verdade" de Abby Hanlon


Entre os dias 30 de maio e 2 de junho desse ano de 2022 caiu um aguaceiro enorme em Recife e Região Metropolitana. Foi uma tragédia enorme, colocou em evidencia as ausências dos poderes públicos nas áreas de periferia, pessoas morreram e aulas foram suspensas para as escolas poderem abrigar as pessoas desabrigadas. Nesses dias eu estava na casa dos meus pais, segura, isolada pelos alagamentos e gatilhada pelas lembranças dos anos de quarentena gerados pela Pandemia do Covid 19. Foi nesses dias que conheci a Dora da Abby Hanlon no livro "Dora Fantasmagórica", me apaixonei, fui atrás do vol. 2 da série: "Dora e a Amiga de Verdade" e não podia deixar de registrar aqui esse encontro delicioso.

quarta-feira, 7 de setembro de 2022

"O Pecador" de J. R. Ward


Quanto mais leio os livros da J. R. Ward mais quer ler os livros dela. "O Pecador" já é o volume 18 da série Irmandade da Adaga Negra, li todos os outros DEZESSETE LIVROS da série e digo com satisfação: É MARAVILHOSO LER A WARD! A IRMANDADE É A MELHOR SÉRIE DA VIDA!

terça-feira, 5 de julho de 2022

"Dora Fantasmagórica" de Abby Hanlon

 

A Dora também é conhecida como Espoleta, ela é a irmã mais nova de uma família composta por Pai, Mãe e três filhos, sendo duas meninas e um menino, ela é a menina mais nova. Encontrei a Dora dentro de um dia chuvoso, estava com vontade de ler, mas não queria ler nada  pesado. Buscava algo leve, lúdico como literatura infantil e a encontrei no meio dos e-books do Kindle. Uma criança muito esperta, tem uma mente dinâmica e cheia de cheia de imaginação, quando ela se vê sozinha, não se faz de rogada e inventa mil e um amigos monstros com os quais interage e vive várias histórias.

sábado, 2 de julho de 2022

Eu, se tivesse cinquenta e três minutos para gastar...


“Eu” – pensou o Pequeno Príncipe, – “se tivesse cinqüenta e três minutos para gastar, iria caminhando calmamente em direção a uma fonte..."
Outro dia estava caminhando  na Praça da Matriz de Santo Antão e ao me deparar com a fonte ligada em um dia morno, lembrei dessa frase contida no livro "O Pequeno Príncipe". Não sou uma grande fã dessa obra, mas li ela e, apesar de achar que a Raposa roteiriza demais a amizade, considero esse um livro muito terno e doce e querido.

domingo, 29 de maio de 2022

"O Céu da Meia-Noite" de Lily Brooks-Dalton


Fazia muito tempo desde que eu tinha pego um livro de ficção científica para ler, então olhando minha coleção de livros da Tag Curadoria vi "O Céu da Meia-Noite" da Lily Brooks-Dalton e senti o chamado da aventura.

quinta-feira, 26 de maio de 2022

"A vegetariana" de Han Kang

A narrativa da Han Kang é espetacular.
Não tem outra forma de começar qualquer texto sobre o livro "A Vegetariana" da coreana Han Kang senão afirmando categoricamente: "A narrativa da Han Kang é espetacular". Esse é um livro onde forma e conteúdo são equilibrados primorosamente. É um livro tanto capaz de envolver a pessoa leitora de forma lúdica quanto mostrar a forma atroz com a qual o machismo sobrecarrega as mulheres física e emocionalmente conduzindo-as a um estado cotidiano de nulidade de sua vontade, a própria morte em vida.

sábado, 30 de abril de 2022

Mulher-Maravilha 49: Estado de Futuro, vol. 1

 
Quando soube que uma "Mulher-Maravilha" indígena estava sendo preparada para chegar ao mundo dos HQs vibrei muito, quando o nome da Joëlle Jones foi anunciado na arte e no roteiro vibrei mais ainda. Colecionado a "Mulher-Maravilha" desde 2013, acompanho o trabalho da Joëlle em "Mulher-Gato" e "Lady Killer", gosto bastante de ambas, tinha elementos suficientes para ser arco positivamente memorável da heroína mais incrível de todas e, consequentemente, minha decepção foi astronômica.

quinta-feira, 7 de abril de 2022

Sempre Vivemos no Castelo de Shirley Jackson [40 Livros Antes dos 4O/06]


A Shirley Jackson é uma autora com uma narrativa sensacional recheada com um senso de humor macabro maravilhoso. Esse é um livro no qual o medo e tensão são construídos dentro de uma narrativa em primeira pessoa conduzida por uma personagem emocionalmente praticamente inabalável. A narradora, Marricat Jackson, é uma pessoa que trabalha seus sentimentos e os descreve de um jeito absurdamente frio, ela faz as piores coisas e as descreve com muita frieza, ela vive coisas terríveis, se desorganiza e organiza novamente tudo em narrativa sem muita vacilação, assustadoramente fleumática. Sinceramente? AMEI! Esse livro é aterrorizante, divertido, deixa a pessoa leitora em estado de absurdamento. É genial!

quinta-feira, 31 de março de 2022

Dias cheios que passaram e eu senti

Sentei para escrever uma resenha de um dos livros do projeto "40 Livros Antes dos 40", "Sempre Vivemos no Castelo" da Shirley Jackon, para não zerar o mês de março sem nenhuma postagem e me dei conta de quantas coisas aconteceram dentro dos 31 dias de março e resolvi trocar o tema da postagem e falar sobre esses dias cheios que passaram e eu senti. Esse post pode ficar enorme, não se sintam obrigados a ir até o fim.