sexta-feira, 16 de julho de 2010

Meu caminho santo de quase todos os dias... Fotos de Celular...

Por algum motivo eu gosto de fotos de celular, o meu não tem uma qualidade muito boa, mas acho perfeito o efeito que dá... mostra e não mostra ao mesmo tempo e sempre que vejo as fotos renovo em mim a velha  impressão de que toda foto é uma produção e produção proposital, fotografamos o que e como queremos para dar a impressão que desejamos... Minhas fotos de celular que podem parecer ruins são altamente propositais, tiro sabendo mais ou menos como vão ficar...

Um dia desses faço um curso de fotografia, sei que vou amar descobrir mais sobre essa arte! Por hora tiro foto do que me cerca, meus lugares de memória, meu caminho de quase todos os dias, ou seja, meu caminho do trabalho.

Essa ladeira tem história, demorou anos para ser construída. Subo e desço ela desde sempre pq minha avó mora perto do meu trabalho. Lembro de quando ela era feita de barro. Tirei a foto de seu ponto mais íngreme, sempre paro aqui pq é um ponto que oferece uma visão privilegiada da cidade (que já coloquei aqui em outros posts)... tem um vento gostoso que assanha meu cabelo e esvoaça a saia.... Além de ter uma senhora simpática que sempre bate um papo comigo.

 
A ladeira, as casas, os prédios... Não é só o centro que olha o subúrbio, o subúrbio também olha o centro!

 
 Nova Descoberta vista do Alto Treze de Maio enquanto as luzes são acesas, estamos nos preparando para a noite... um horário infernal diga-se de passagem, dois terço da cidade volta do trabalho e o outro terço começa... todos com a cabeça quente!!!


De cima sempre se tem uma sensação de amplidão... a infinidades de casas... a cidade em construção...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.