segunda-feira, 19 de julho de 2010

Senta que lá vem história: 1º Dia, Equipe de louvor!

Formar uma equipe de louvor não foi uma tarefa fácil em minha igreja, até pq não há uma equipe de louvor fixa com a qual nós pudessemos contar. Então pegamos as meninas que estão entre o fim da infância e o inicio da adolescência e conversamos com elas para ver se elas topavam o desafio. Elas toparam e essa equipe desde o primeiro dia foi um sucesso... Elas se superaram e deram um show!!! Das seis duas foram minhas alunas e duas são minhas alunas e em algum grau isso facilitou na hora de firmar o compromisso!!!

E a história do primeiro dia é que a tão esperada Dança do Quaquito teve que acontecer no play boca, porque o som falhou, não pegou o CD de jeito nenhum... Aquela agonia, aquele aperreio... as meninas loucas para cantar com a Aline Barros, o cd não pegando... o jeito foi pegar o Quaquito e ir na garganta mesmo: "Ele é artista aaahhh... louva ao criador oooo... ".

Meu Deus como as professoras fazem as alunas pagar mico!!! rsrsrsrs

Larissa agora é conhecida como Quaquito!!!

Outra coisa interessante, foi que as meninas, como a maior parte das que estão deixando a infância, adoram saltos e derivados, tem horas que parecem tão angustiadas por serem reconhecidas como adolescentes e não mais crianças que até nos deixam tristes... Elas parecem pensar que o mundo dos adultos é melhor que o das crianças, que engano!!! Mas, nessa hora de louvar elas se soltaram, tiraram os saltos altos, trocaram o visual de mini-adultas e se permitiram viver o seu final de infância com liberdade.

De pé no chão é melhor néh?!?!?

Ver a Igreja repleta de crianças foi ótimo e louvando ao criador com alegria melhor ainda!!! Foi um dos momentos em que eu pensei: Valeu a pena!!! Nós vamos conseguir!!!

Ah, a EBF dentro de nossa comunidade é um evento MUITO esperado, a maior parte das crianças que estavam ai, enchendo a Igreja nos pergunta quando vai ser a EBF desde o inicio do ano. São crianças que pertencem ao que os Assistentes Sociais costumam chamar de grupos de risco, tem famílias desestruturadas, vida difícil, destino incerto. Mas encontram entre nós um espaço para serem crianças e são suficientemente espertas para valorizar isso. E como valorizam! Como esperam por esse momento! "Tia quando vai ser a EBF?" "Tia, esse ano vai ser animado?" "Tia, eu vou viu?".

Quando elas chegam na igreja que olham que a igreja está pronta para elas os olhos brilham, a ansiedade cresce e elas sabem que vão viver dias de diversão! Chegam antes da gente! Marcamos de duas horas da tarde, de uma e meia já tem gente no portão da Igreja e quando dizemos: "Paz do Senhor!" o "Amém!" é forte e capaz de deixar qualquer um surdo e olha que a maior parte dessas crianças não faz parte da comunidade religiosa! Mas, se sentem abraçadas entre nós e isso não tem preço!!! E louvo a Deus pela oportunidade de está com elas!!!


150 Crianças: não é pouco não viu!!!

Outra história do primeiro dia foi a que Dani viveu: ela se superou em todos os aspectos!!! Fez parte da equipe de louvor, ajudou professora, varreu a Igreja, fez cartaz, pregou cartaz, se engajou em tudo e sempre sorrindo, sempre disposta. Dani é uma daquelas pessoas para quem Jesus disse: "Bem aventurados os que tem sede e fome de justiça porque eles serão saciados!".

Gabi também foi alguém que muito me orgulhou: equipe de louvor, monitoria com Rafa, superando os desafios, Deus e ela sabem o que ela anda vivendo e não é fácil não. Ela se superou, deixou de lado tudo e viveu a adolescencia dela de forma produtiva e plena, vivendo uma experiência linda que sei que vai lembrar com saudades e vontade de viver novamente essa aventura!!! 

Me orgulho por ter sido e ser professora delas, é nesses momentos que vejo que tudo vale a pena, quando vejo que ajudo as minhas pequenas a superarem os seus desafios pessoais e ajudo a criar momentos onde elas podem ser felizes. Que Deus as abençoe!!!

Mandei elas saírem de cima da mesa, mas antes fotografei o momento, rigidez demais não compensa!!!
Gabi podia ri mais nas fotos!!!




Um comentário:

  1. Bacana esse trabalho... e quando envolve crianças, fica ainda mais bonito.

    Beijocas!

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.