segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Seis Anos

As vezes preciso escrever sobre as coisas comodas e incomodas, mesmo quando são pequenas ao ponto de se tornarem insignificantes para os outros. Um sonho, uma lembrança, um possível esquecimento, um encontro, um livro, um acontecimento corriqueiro de um dia corriqueiro de uma vida mais corriqueira ainda como a minha.

Pensando bem, desde o dia no qual o meu tio me deu o primeiro diário escrever se tornou uma necessidade existencial. O conteúdo do que escrevo aqui na maioria das vezes é uma grande coletânea de opiniões pessoais, uma grande leseira, mas eu percebo absurdada, que essa capacidade de colecionar leseiras escritas é capaz de tornar coisas pesadas como uma bigorna ficarem leves como um dente-de-leão ao vento.

E no dia 26 de Janeiro de 2014 fez seis anos desde a minha primeira publicação nessa caixa em 2008.


"Janelas do meu quarto,
Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é
(E se soubessem quem é, o que saberiam?),
Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente,
Para uma rua inacessível a todos os pensamentos,
Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa,
Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres,
Com a morte a por umidade nas paredes e cabelos brancos nos homens,
Com o Destino a conduzir a carroça de tudo pela estrada de nada."
(Fernando Pessoa)

Quando eu comecei a escrever esse blog eu tinha esses versos na cabeça... Demorou um longo tempo desde o dia no qual eu tomei coragem e comecei mesmo a publicar o que tinha escrito, não a toa existem mais de 300 textos nos rascunhos. Mas, uma coisa é certa, já em 2008 eu pensava em fazer nesse espaço como um tipo de janela de meu quarto de dormir enquanto percebia a internet como um tipo de rua cruzada constantemente por gente.
Esse espaço é o maior reflexo do meu mundo particular, eu gosto de pensar em mim como UMA pandora. Não a única ou a primeira, apenas mais uma das muitas pandoras existentes nesse mundo. Este espaço tem sido minha caixa, ele me lançou em um exercício de auto-conhecimento, se tornou uma forma de terapia.
Obrigada a vocês companheiros e companheiros de virtualidade os quais me honram com sua leitura, paciência e comentários. Para vocês deixo os versos de William Butler Yeats:

"Se meus fossem os tecidos do céu
E os azulados bordados de ouro e de prata
E do azul escuro e fosco
Da noite a luz e a meia luz
Como um manto, eu os estenderia aos teus pés.
Mas sendo pobre, apenas tenho os meus sonhos
Eu estendi os meus sonhos aos teus pés
Caminhas devagar, porque caminhas sobre meus sonhos."
(William Butler Yeats)

18 comentários:

  1. Nossa, 6 anos! Parabéns pela dedicação, persistência e inspiração.
    Um cantinho que muito me agrada!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Parabéeeens! E muita constancia para uma geminiana kkkkk passar 6 anos no mesmo blog e muita coisa. Acho que eu tenho issod e blogosfera, mas de blog (dos atuais) tenho 2 anos e um deles vai completar um ano. Queria ter sabido deste aniversario antes, para fazer uma boa homenagem, apesar de saber qeu vc nao gosta delas kkkkkk.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Pandinha! Eu tenho muito carinho com a Caixa pq foi por causa dela que eu te conheci, lembro perfeitamente que entrei vi desenhos de animes na barra lateral e fiquei pra sempre!

    Vida longa ao blog!!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns!
    Quem ganha o presente somos nós com tantos textos diversos, divertidos, interessantes assim como vc!

    Um bjo enorme pra ti!!!

    ResponderExcluir
  5. E o presente é nosso que sempre somos surpreendidos quando abrimos esta caixa. Parabéns o obrigado por compartilhar conosco as suas descobertas.

    ResponderExcluir
  6. Ahhhhhhhhh! Parabéns pelo aniversário do blog! Seis anos não é pouca coisa não, e não é fácil manter blog, dá um trabalho incrível e - eu pelo menos - tenho tantas dúvidas sobre o meu que às vezes tenho vontade de largar tudo. É preciso dedicação e desprendimento, afinal, a gente não sabe que é o sujeito que vai nos ler do outro lado.

    É muito bom passar por aqui, adorei conhecer o blog e já sou fã de carteirinha. Que muitos mais anos venham.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, que venham outros seis anos!
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  8. Parabéns!!! Que venham mais e mais anos de muitas escritas e que não fiquem só no rascunho. Coloque tudo aqui no seu cantinho, sua janela para o mundo.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  9. Parabéns doce Pandora!
    Seis anos que sua caixa nos fala sobre tantas coisa, nos ensina muito e com seu jeito descontraído nos encanta, nos emociona, nos faz rir, Que continue por muitos anos por aqui abrindo seu coração para nós.

    Um beijos grande

    ResponderExcluir
  10. Que legal, Pandora. Temos praticamente o mesmo tempo de blogosfera. Só que eu nunca tenho um blog certo.
    Vi a postagem anterior que esteve no RS. Moro mais ao Sul.
    Fiquei pensando nas minhas peregrinações pela Internet. No tanto de gente legal e de mente aberta que conheci.
    As mais legais acabo sempre procurando. Como você.
    Parabéns!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Parabéns e que durante muito tempo ainda possamos passar por aqui para ler suas bonitas postagens.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Parabénssss!
    Que venham mais 6, 12, 24 e muitos mais anos pra você nos presentear com sabedoria.
    Xeros

    ResponderExcluir
  13. Que lindo, seis anos de blog, Pandorita!
    Parabéns, viu?
    Que essa caixa continue sendo sua válvula de escape, mas, além disso, que seja o ponto de encontro entre você e seus amigos (eu mais que inclusa nisso).
    Que você continue a escrever sobre aleatoriedades ou sobre temas super sérios. Que você prossiga sendo você na escrita e na vida. Que nunca desista do que acredita e do que quer.
    Estou com você para o que você precisar e obviamente eu puder ajudar.

    Um abraço!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  14. Yes party!!
    Fico muito feliz por nossos caminhos terem se cruzado, ainda mais agora que soube que o seu blogue tem o mesmo signo do "Luz" e comemoram aniversário no mesmo dia! :=))
    Parabéns, Pandora!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  15. "escrever se tornou uma necessidade existencial" também penso assim, escrevo diário desde os 11 anos de idade e tenho todos eles guardados em uma caixa, os primeiros só tem baboseiras, alguns parecem melodramas, mas o importante é que no momento em que eu escrevi foi de grande ajuda, e as vezes quando eu leio eu consigo perceber mais claramente o que realmente aconteceu naquele determinado episódio.... Enfim, meu blog veio bem depois e é bem menos pessoal. Apesar de escrever minhas opiniões de forma sincera, geralmente não falo muito de mim, mesmo assim acho que eu penso muito pra ficar com esses pensamentos só na minha cabeça, eu sinto uma grande necessidade de organizar meus pensamentos no papel...

    ResponderExcluir
  16. Querida Xará,
    a humanidade intrínseca nas tuas palavras, é o que me encanta. Há tanta desumanidade entre humanos, que...de repente, ler as linhas de um ser que se percebe ou que tenta se perceber, em suas fortalezas e limitações, é enriquecedor. Estava com saudades daqui.

    Que venham outros anos. :)

    ResponderExcluir
  17. Toda boa história tem seu lugar cativo e, como confirmação de sua substância ela se agiganta, ganha contornos, chama atenção, revela-se, renova-se, dando espaço à novas mas, jamais se perdendo das antigas.

    Um VIVA aos 6 anos profícuos desta caixa encantadora.
    Parabéns, Jaci.
    :) Bjos e bom final de semana.
    Calu

    ResponderExcluir
  18. Parabéns!!! (atrasado, claro, típico eu). Conheço seu blog há pouco tempo, mas me dou ao luxo de afirmar que já me sinto íntima. Sei que entrar é aqui é se sentir em casa, confortável, num ambiente muito familiar. Isso, pra mim, é um blog de qualidade, e que venham 6, 12, 18 anos mais.

    Beeeijos!

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.