quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Quando passei um fim de semana em São Paulo

Não, esse não é um diário de viagem... Mas, sim, eu andei batendo perna no Sudeste nesse fim de semana e deixar de registrar essa experiencia aqui é uma coisa assim impossível de ser feita, pois esse é o sentido do blog para mim: viver e narrar; narrar e viver... Quando vivo algo novo, inquietante, assustador, belo ou cômico tenho necessidade existencial de narrar! Tenham paciência comigo porque esse post pode ficar grande, prolixo e cheio de imagens a respeito das quais talvez nem todos os que cruzam os caminhos e descaminhos desse blog tenham interesse.

Enfim, fazia um bom tempo (coisa de mais de ano) que a Mi - Michele Lima para os não-íntimos - convidava a mim e a Aleska, a "Meninas das ideias" e  do blog "Entre Livros e Sonhos" para conhecer a casa dela em São Paulo e nós adiávamos por vários motivos, então de repente em um lapso de loucura ou sanidade eu e a Aleska compramos as passagens e decidimos ir no dia 13 de setembro para voltar no dia 16.

Se você me conhece e sabe que painho é o Hulk, eu posso te contar um segredo: ele ficou sabendo com menos de 15 dias de antecedência pela boca do meu avô, me faltou coragem para falar, e quase colocou a casa abaixo. Painho ficou verde, vermelho, azul, branco e negro de novo... Fez um escândalo suficientemente grande para a vizinhança perguntar o que raios eu tinha aprontado e a mãe da Michele teve que conversar com a minha mãe via skape - com ele conferindo cada palavra atrás da parede.

Passado o drama, embarquei para uma das melhores aventuras dos últimos vinte sete anos, senão a melhor. A família da Michele, em especial a mãe dela, é incrível; conhecer pessoalmente companheiras de virtualidade é um prazer sem limites; São Paulo é uma cidade monstruosamente geminiana.

Se minha cabeça fosse uma cidade seria São Paulo!!! O MASP protegendo telas do Van Gogh; a Av. Paulista e seus artistas de rua; toda aquela diversidade afetiva; o metrô com portas ante-suicídio; as cafeterias em cada esquina; a livraria cultura com seu dragão de madeira; o bairro da Liberdade; as coisas de otaku; a melona, picolé de melão de todos os sabores; o moço que ajeitou minha melona como se eu fosse uma criança e sorriu para mim de forma doce; os nordestinos; a moça tocando Mozart no violino próxima ao frenesi de um mercado oriental; as meninas e meninos de cabelos coloridos; o show da Beyonce no Morumbi e o corintiano sorrindo para mim faltando apenas uma parada antes do fim da viagem de ônibus...



Degustando a Melona!!!
Avenida Paulista em fim de tarde!

Avenida da Liberdade - Japão em São Paulo.

MASP de costas!

Portas ante-suicídio. 
Michel não morreu mesmoooo!!!
Maquinas para comprar livros!

Dragão na livraria Cultura.
Museu da Língua
Pinacoteca
Quem disse que não há estrelas em São Paulo!

A Lua em São Paulo.

A proposito, apesar da minha curta estadia ter sido suficiente para construir com essa cidade um vinculo afetivo, apesar de ter identificado na sua diversidade a própria essência do que sou... Preciso não esquecer de pontuar: São Paulo é uma cidade cinza, o azul do céu é cinza, o verde das árvores é cinza, as pessoas... as pessoas sobem a escada rolante correndo no sábado a tarde... Ela faz os homens cinzentos ladrões do tempo das pessoas do livro "Momo e o Senhor do Tempo" do Michael Ende parecerem reais, não a toa Criolo cantou "Não existe amor em SP".

Voltando as coisas boas, o melhor das viagens sempre são encontros... E essa foi uma viagem de encontros memoráveis e inesperados! Conhecer, cheirar e morder as meninas foi ótimo... Como é bom desvirtualizar!!! Todo mundo devia fazer isso vez ou outra!!!

Aleska divertida demais \o/

Mi, em momento velhinha!
Aleska, madura e humilde como disse a mãe da Mi \o/




Ainda no terreno das desvirtualizações, eu estou aqui procurando uma forma de descrever o encontro que tive com a Rebeca, filha da Di do blog "Mãe Bipolar, Filha Jacaré". Eu acompanho o blog da Di, desde antes do primeiro aniversário da Rebeca... Li a Di contando das venturas e desventuras de sua maternagem, de como enfrenta seus desafios, seus alentos e desalentos... E sim, ouvi/ler as histórias de uma pessoa cria vínculos afetivos, e sim, eu sonhei ter a oportunidade conhecer a Rebeca mais de uma vez... Me emocionou profundamente conhecer a Di, e sua família. O Taz - que é super simpático, fácil conversar com ele; a Di, super corajosa indo me ver - afinal eu sempre posso ser uma psicopata néh?; e a Rebeca, uma aprendiz de bruxinha lindaaaaaa e cativante!!! Só faltou a foto...

Bem, eu tirei umas fotos da Rebeca comendo com a ajuda do pai, mas não pedi a Di para publicar ainda. Mas publico a foto dos Cupcakes com os quais ela nos presenteou... Pense em um doce delicado, deliciosamente delicados, divinos! Super indico o Cup*Di*Cakes.


E por fim, porque ninguém aguenta mais meu blá... blá... blá... tenho que falar das coisas fofas que trouxe para casa!


Sim, eu ganhei presentes, comprei mais livros, botons, chaveiros, cartões postais legais, lembranças do MASP e da Pinacoteca e mais moradores para minha estante além dos que a Aleska me presenteou!


A Meg foi a Aleska, a Mônica a o DVD do Castelo Animado da Mi.

Já fui alojando a turma nova na estante: o Minion e os dragões foram presentes da Aleska... E sim, os dragões tem nome, o primeiro é Haku, em referencia ao filme "A Viagem de Chihiro; o segundo é o Drogo, em referencia as Crônicas do Gelo e Fogo.


E sim, também pude realizar o sonho de trazer dois dos meus personagens preferidos de todos os tempos para minha estante: a Sakura Card Captors e o Wolverine... O Wolve não é como a da Vaneza, mas já consola!


Acho mesmo que fui longe demais com esse post... Então vou parar por aqui... contar todas as coisas ocorridas é missão impossível, talvez seja melhor abraçar a ideia de que, assim como a História e a Memória, o blog é feito de lembranças e esquecimentos... Agora, talvez, eu só precise mesmo lembrar de não esquecer de uma vez mais agradecer a Michele e a mãe dela pela hospitalidade, a Aleska pelo favor do encontro e a Adriana - Di - por além de ter me dado um abraço carinhoso ter compartilhado comigo a sua tão amada família. Me sinto tão, mais tão, mais tão honrada por ter estado com vocês!!! Deus abençoe a vocês!!!
_____________

P.S.:

A Aleska também escreveu sobre sua experiencia pessoal em São Paulo, assim, se vocês quiserem conferir o lado dela da aventura, basta clicar aqui: Conhecendo São Paulo no Fim de Semana.

A Mi, também falou um pouco sobre nossas aventuras aqui: Minhas novas aquisições!

14 comentários:

  1. Pronto, comecei meu dia chorando de emoção, de felicidade, por ter tido a oportunidade de conhecer voc~es. De ler esse post maravilhoso, te sentir esse carinho, e de ter me dado conta que realmente esquecemos da foto!
    Então, ó dá próxima vez, pode contar a minha casa como ponto de parada também, ok? E espero que seja logo!
    Bjs
    Di

    ResponderExcluir
  2. Estou desejando muito que voltem e o próximo melona eu quero tomar com vocês!
    Amei as fotos. E o cinza brindou vocês com luar e estrelas. Coisa rara por aqui...
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal o seu relato, Pandora!

    E este post me deixou pensativo...

    Não conheço São Paulo, mas quase cheguei a conhecer, para conhecer a LL. Infelizmente, isso não foi possível.

    Cheros!

    ResponderExcluir
  4. Gostei de ver meu nominho citado tantas vezes kkk mas dá pra botar o link do meu blog (o entre livros de preferencia) em um desses 'Aleska' que vc colocou aí? kk o bloguito tá pobre em visitas. Mas enfim adorei a sua narrativa. até me deu vontade de escrever mais um post sobre SP. E vc merece todos esses presentes vice? temos que viajar mais, já até estou pensando em coisas pra fazer pra poder ganhar dindin. kkk beijos!

    ResponderExcluir
  5. São Paulo é tudo isso e mais um pouco. Morando aqui a vida toda, muitas coisas acabam passando despercebidas, por exemplo, o dragão de madeira da Cultura para mim é uma das coisas mais normais do mundo. Eu vivo aqui desde que nasci e ainda não conheço 1% da cidade, para você ter ideia, nunca fui no museu da língua portuguesa. Mas enfim, são coisas da vida. Espero que São Paulo tenha te recebido bem, porque essa cidade é uma véia bipolar fofoqueira dos infernos, que ora tá toda prosa, ora tá soltando fogo pelas ventas e faz de tudo pra te ferrar hahahaha

    ResponderExcluir
  6. Eu sou uma carioca de alma paulistana. Ontem mesmo estive em Sampa para resolver uma questão e sempre que vou lá acho que tem tudo a ver com meu jeito de ser, São Paulo me traduz por dentro, tem muito mais meu jeito de ser do que aqui no Rio, lugar onde nasci e vivi.

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dama, por isso digo, São Paulo é uma cidade geminiana! Nunca pensei que existisse um lugar no mundo tão parecido com o que tem na minha cabeça!!! É impressionante!!!

      Excluir
  7. Seu fim de semana foi ótimo! Da próxima vez, vá ao Mercado Municipal, Zoologico (que pertence a USP e é um centro de estudo), bairro do Bom Retiro (uma mistureba de judeus ortodoxos e coreanos) e o Centro da cidade, com o marco zero e o Pátio do Colégio.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  8. Ô delícias em carreirinha, Pandora.
    Coube animação,alegria,descoberta, emoção, descontração sabores, poesias, narrativas e histórias dentro do teu coração acelerado diante de tanta motivação.
    É de fato uma alegria imensa podermos desvirtualizar as boas amizades que acontecem por aqui.

    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  9. Jaci, eu acho essas desvirtualizações interessantes demais, elas sempre rendem boas histórias - mas você as sabe contar muito bem, é fato - e São Paulo é uma entidade por demais interessante e que exerce em nós um magnetismo incrível.

    Eu ainda não tive nenhuma experiência do tipo - ser blogueiro do interior tem disso - e fico imaginando minha reação se acontecesse, acho que seria algo entre o grito e a fuga, e a euforia.

    Obrigado por compartilhar ;) Dois abraços!

    ResponderExcluir
  10. Pandora, eu juraria que deixei um comentário aqui.. rsrsrs

    ResponderExcluir
  11. Ligéia, eu fui até na caixa de span, mas não tinha nada!!! Que pena que seu comentário não fui ou não veio... fiquei entre curiosa e triste agora :(

    ResponderExcluir
  12. Ela vem pra SP e NÃO ME FALA NADA!! D:

    ResponderExcluir
  13. Do interior de Pernambuco para a maior cidade do Brasil. A mesma emoção, o mesmo encantamento. Isto só é possível para aqueles que não tem medo do novo.

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.