sábado, 21 de novembro de 2015

Literatura Infantil para quem tem entre 2 e 3 anos!

Esse texto poderia ter o título "Os 5 livros preferidos do "Grupo Infantil II" ou "Uma homenagem aos guerreiros", pois os livros aqui citados tem sido guerreiros da Educação Infantil. Ser lido, amado e compor o cotidiano de duas dezenas de filhotes de humanos entre os 2 e 3 anos não é para qualquer um. Precisa ter resiliência e esses livros abraçam essa valorosa missão.

Olhem com carinho seus semblantes cansados, dobrados, amassados, rasgados nas bordas, colados e grudados, são as marcas do valor que cada um deles tem. Esses livros aguentam ser manuseados, babados, dobrados, mordidos, servem de assento, mega fone e o mais que a imaginação infantil dita e permanecem fortes. Sem eles, e minhas amadas estagiarias, eu não passaria.

Sem mais delongas, vamos a eles:


1. "Tem bicho que sabe..." de Toni & Laíse é um livro de dimensões grandes e cores fortes. Ele é o top 1 na preferencia das crianças. Nele os autores mostram uma sucessão de diferentes animais e uma de suas habilidades. Nele as crianças são apresentadas a abelha, lontra, flamingo, morcego, camaleão, dromedário e etc. 

As ilustrações são enormes, coloridas e expressivas. A principio as crianças estranham alguns animais, mas logo elas aprendem os novos nomes e suas respectivas habilidades de cor e salteado e ainda assim não param de pedi e pedi, aliás a essa altura elas mesmas contam essa história, eu só observo.



2. "Sim" de Jez Alborough conta a história de um dia de banho do macaquinho Zezé. Depois de brincar muito com a mamãe na água, Zezé não quer ir dormir e faz uma birra danada. A mamãe simplesmente se afasta e fica observando ele... Logo chegam um lagarto e um elefante que se juntam ao Zezé. "Sim" é um daqueles livros sem conteúdo moralizante, o macaquinho esperto não recebe broncas ou coisa do gênero da mãe. Ela simplesmente se afasta e observa ele brincando com os companheiros até que ele se cansa, dorme e é posto na cama.

Eu tenho a teoria de que as crianças adoram o Zezé porque se identificam com ele. O segundo ano de vida de um filhote de gente pode vim, geralmente vem, temperado com muitas birras, as crianças testam a paciência do adulto até o limite. Quanto a mim gosto dele porque a Mãe do Zezé me inspira, manter o equilíbrio emocional não é fácil e ela mantém.


3. "Amigo de casa" de Stephen Barker é um coringa, como todos os livros desse post. Ele é daqueles livros cujas páginas abrem. O texto não ajuda muito caso você não o saiba de cor e tenha que ler para uma turma como a minha. Fora isso, as figuras de cada animal são 4 vezes maior que o livro, gato, coelho, cachorro e peixe são 4 animais comuns ao universo infantil, as crianças curtem muito. Sempre que leio ele puxo as tradicionais musicas do cancioneiro popular infantil, as crianças acompanham.


4. "Eu gosto de mim!" da Beatriz Monteiro da Cunha não é dos preferidos das crianças. #ProntoConfessei, mas é dos meus preferidos. Nele um elefantinho muito fofo mostra como gosta de si ao cuidar de si mesmo, fazer coisas divertidas, brincar com os amigos. Um daqueles livros para ajudar a criar um sentimento de boa alto-estima e o cuidado de si.


5. "Tanto, tanto!" escrito por Trish Cooke e Helen Oxenburg é daqueles livros tão lidos, mais tão lidos que eu já sei a história praticamente de trás para frente. Mas está na lista de "meus preferidos" e "preferidos das crianças". Atualmente eu só tenho um volume em sala, então ele é muito disputado, tem quase 4 anos de uso, já sofreu diversos acidentes de percurso. Há, ele conta a história de um bebê que "não estão fazendo nada, nada mesmo" e então vão chegando vários membros da família... para quem ninguém sabe... até que chega o Papai e... 




6. "Sou a maior coisa que há no mar" de Kevin Sherry conta a história de uma Lula gigante muito cheia de si e convencida. Ela se compara a vários animais marinhos e se sente a maior e melhor... até que é devorada por uma baleia... mas nem isso abala a alto-estima dela! kkkk...

Uma característica comum a esses livros é o fato de nenhum deles ter conteúdo moralizante. Apesar de terem um teor pedagógico proposital e serem propositalmente escolhidos para compor as bibliotecas escolares por isso, os autores não contam fabulas morais. Todos eles são capazes de ampliar vocabulário infantil, apresentar diferentes situações sociais, assim como diversos seres vivos em diferentes habitats (casa, savana, fundo do mar), ensinar o cuidado de si eles não fazem isso através de lições de moral ou um jogo de "fazer algo errado, se dar mal, se redimir", eles apenas contam uma história com a qual os pequenos se identificam, aprendizado vem como consequência.

Recomendo cada um deles, porém vale lembra: cada pessoa é unica e por mais que minhas crianças amem isso não garante que todas vão amar. O legal é ir testando os gostos da criança, as coisas pelas quais ela tem interesse e oferecer a ela trabalhos que dialoguem com os prazeres delas. Para a primeira infância ler tem que ser sinônimo de brincar.

7 comentários:

  1. não conhecia. adoro livros infantis. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia nenhum deles e amei as dicas. Vou ver se tem na escola. Tem novidades e dicas literárias também no Poesia

    ResponderExcluir
  3. Oi Pandorinha! Agradeço de coração suas orações e seus recadinhos no meu blog! Escrevi uma nova postagem lá.
    Quanto aos livros, um mais fofo que o outro! Nunca tinha visto literatura pra essa faixa etária... Menina! Tu dá aula pra baixinhos dessa idade? Santa paciência! rs Prefiro os mais velhos, de 7 anos pra cima, bem mais fácil de lidar... eu acho...rs

    Abração pra vc fofa!

    http://nomundodafrancine.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei da proposto do "Eu gosto de mim", mas meu sobrinho curtiu foram os elefantes das ilustrações kkkkk. Livros infantis sem moral sem mais legais, são aqueles que só apresentam situações do cotidiano de maneira divertida e poética.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bom?
    Eu comecei a ler por pura curiosidade, comecei quando eu estava no hospital para uma cirurgia e insisti que a minha mãe lesse turma da mônica pra mim, ela estava cansada e leu pouco, mas a minha curiosidade aumentou e eu queria ler sozinha, aprendi a ler já era um pouco velha, com uns 7 anos! E com 8 lia livros que nem mesmo a minha mãe lia.
    Acho que o meu livro favorito da lista foi o Eu gosto de mim, tenho problemas com isso e deve ser realmente bem interessante.
    Eu gostei dos livros e já tinha visto a minha irmã com esse Sou a maior coisa que há no mar, uma vez ela pegou na biblioteca e eu o li bem rápido u3u, é divertida a história u3u
    sessão probida †

    ResponderExcluir
  6. Acredita que eu não conhecia nenhum desses? kkkkk anotei as sugestões. Fiquei interessada por esse "Tem bicho que sabe..." Amei as dicas hahaha's

    ResponderExcluir
  7. participei do projeto victor hugo 2015, comentei nos posts e linkei no meu blog terminei de ler e participei do projeto. coloquei no meu blog com os respectivos links http://mataharie007.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.