sábado, 31 de março de 2012

Blogagem Coletiva: O nosso jeito Esquisito.

A ideia dessa Blogagem coletiva não foi minha, foi da Aleska do Diários de bordo, mas eu vou divulgar a ideia. E como o texto da Aleska ficou excelente decidi transcreve-lo na integra!


"INEXISTE NO MUNDO coisa mais bem distribuída que o bom senso, visto que cada indivíduo acredita ser tão bem provido dele que mesmo os mais difíceis de satisfazer em qualquer outro aspecto não costumam desejar possuí-lo mais do que já possuem. E é improvável que todos se enganem a esse respeito; mas isso é antes uma prova de que o poder de julgar de forma correta e discernir entre o verdadeiro e o falso, que é justamente o que é denominado bom senso ou razão, é igual em todos os homens; e, assim sendo, de que a diversidade de nossas opiniões não se origina do fato de serem alguns mais racionais que outros, mas apenas de dirigirmos nossos pensamentos por caminhos diferentes e não considerarmos as mesmas coisas."
(Renné Descartes)

Não sei se já falei dele aqui, mas Descartes é um dos meus queridos mestres. Farei um post algum dia explicando meu encontro com ele.

O ponto é: como Descartes disse, todo mundo tem bom senso, mas possuem caminhos diferentes para seguí-lo. No cotidiano vemos pessoas lidando com as coisas de forma muito semelhante à nossa, mas também vemos pessoas fazendo exatamente o contrário. O que fazemos então? Taxamos a pessoa de "o esquisito", mas acredito que haja lugares onde o esquisito seja mais normal que nós, e o nosso jeito de pentear o cabelo, por exemplo, seja muito mais extravagante que o deles.

Isso já aconteceu comigo algumas vezes. Tipo quando eu descobri que comer batata frita com sorvete era gostoso. Na minha família todo mundo achou que a ideia era do outro mundo, mas no pré-vestibular encontrei gente que gostava também, e quem não gostava acabou sendo "o esquisitão".

E isso é legal. às vezes traz desconforto, mas em outras vezes dá aquela sensação boa de compartilhar algo com alguém. Você já se sentiu esquisito? Provavelmente sim, que tal contar pra gente na blogagem coletiva na segunda feira dia 12 de abril de 2012?

8 comentários:

  1. Ih, sou a esquisitice em forma de gente.rs

    Mas que é esquisito comer batata frita com sorvete, isso é.rs

    Minha mãe, meu irmão, alguns tios, todos me achavam esquisito, e não respeitavam meus gostos. Um tio: "não sei como vc pode gostar de filmes de terror..."

    Um colega de serviço: "seus doces prediletos são de mamão e abóbora?! Que gosto esquisito, doce bom é de pessego..."

    E por uns não aceitarem opiniões e gostos diferentes, conflitos surgem, como aconteceu comigo, na semana passada, no meu blog "Preenchendo o Vazio da Existência", quando fui detonado e ofendido por uma blogueira e por sua amiga pessoal-esculhambações em dose dupla.

    ResponderExcluir
  2. Topo, topo, porque não? Vamos cair pra dentro!

    =P

    ResponderExcluir
  3. Agora entendo! Quem abriu a caixa da Pandora não foi o marido, foi ela mesma. Agora espalha esperança e sabedoria. Demorei. rsrsrrsrrs
    Legal.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Fantástica essa sacada do Renné Descartes! É bem isso mesmo que acontece, acho que nunca vou esquecer esse texto. Valeu por compartilhar!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. passando para deixar um beijo e desejar uma belo fim de semana!
    (batata frita com sorvete ...kkk esquisito!!)

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o texto, embora eu não concorde em alguns pontos com Descartes, mas não vou entrar nessa questão...
    Eu me sentia esquisita, mas isso poucas vezes foi problema pra mim. Sempre me coloquei no lugar do outro e vi que todo mundo é esquisito à sua maneira. Só busquei a "minha" maneira de ser, sem me preocupar em ser igual ou diferente. Talvez por isso eu não seja tratada como esquisita, mesmo sendo atéia vivendo numa comunidade religiosa, vegetariana na terra do churrasco, não tendo filhos com todo mundo dizendo que mulher TEM que ter filhos pra ser feliz. Não levo as críticas tão a sério, não vou gastar meu tempo pensando no que as pessoas falam sem pensar. Tenho que entender que o "diferente" muitas vezes abala o que as pessoas consideram inquestionável. E o engraçado é que não comer carne é o que mais gera discussões rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Pandora adorei os comentários! Realmente eu não sei o que seria de mim sem a sua popularidade kkkk. Realmente babata frita com sorvete é esquisito, mas já foi bem legal de comer. Gostei muito do depoimento da Tita, quem dera ela pudesse dar um curso para as pessoas se sentirem bem consigo mesmas. E realmente eu já cansei de ouvir: "vc devia comer pelo menos um frango" qdo eu era vegetariana. Ah, por ultimo um recado pro Roderick: eu já fui detonada na internet é uma chatice mesmo. As pessoas pensam que podem ser grossas só pq não estão vendo a pessoa ao vivo, mas não liga não, é só uma opinião, vc é que decide se ela está certa ou errada. Beijos povo!

    ResponderExcluir
  8. Esquisitice é comigo mesmo, rs. Se não estivesse tão apertado no trabalho certamente participaria, mas tempo é uma coisa que me falta - ou que não sei distribuir de forma eficiente - no momento. E Descartes tem toda a razão ;)

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.