segunda-feira, 3 de julho de 2017

AohaRaido: A Primavera de nossas vidas


"AohaRaido" ou "Ao Haru Ride" é uma série de mangás em 13 volumes. Io Sakisaka é a autora e no Brasil quem publicou foi a Panini com o selo Planet Manga. Através dos 13 volumes acompanhamos a história de como a garota Futaba Yoshioka e o garoto Kou Mabuchi enfrentam os desafios e delicias de atravessar a adolescência lindando com traumas familiares, vida escolar, amor e amizade.

Em linhas gerais é um shoujo bem comum e sem muitas novidades. Há um grande destaque para o romance entre o Kou e a Futaba e as idas e vindas do casal. Os dois se conhecem na escola durante o finalzinho das suas infância e se separam quando o Kou muda de cidade. Quando eles voltam a conviver são pessoas diferentes com cargas emocionais diferentes, porém ainda nutrem sentimentos um pelo outro. A Futaba dialoga melhor com seu sentimento e abraça o amor que sente, o Kou é mais resistente e as vezes irritante. Não foram poucos os momentos nos quais eu detestei o Kou e torci para que a Futaba encontrasse outro amor.


Para melhor temperar a história, além do casal de protagonistas a Io Sakisaka montou um elenco de coadjuvantes bem legal. Yuuri Makita e Shuuko Murau, amigas de Futaba são personagens decididas e leais cuja amizade se torna uma fonte de apoio emocional tanto para o romance quanto para outros aspectos da vida da protagonista. Do lado de Kou, o Aya Kominato muitas vezes arrebatou minha simpatia mais que o protagonista.


Em linhas gerais, Io Sakisaka fala a aventura de ser jovem, de viver o primeiro amor e de está entre amigos. Publicado bimestralmente AohaRaido se tornou um companheiro durante dois anos e dois meses e pela constância em minha vida, de alguma forma, se tornou um amigo. Entre altos e baixos, enquanto eu oscilava entre torcer pelo Kou e ter vontade de matar ele, vivi momentos importantes e reviravoltas em minha história.

Acompanhei a história do Kou e da Futaba volume a volume, me vi periodicamente parando minha vida para acompanhar as idas e vindas desses dois e assim eles se tornaram uma coisa constante enquanto tantas outras se tornaram inconstantes. Afinal, várias coisas podem mudar na vida de uma pessoa em dois anos.

Eu, por exemplo,
  • Fui demitida de um emprego;
  • Adquirir um novo emprego;
  • Passei em concurso público para professora e finalmente fui convocada;
  • Aprendi o básico da natação;
  • Conquistei mais de uma dezena de parcerias em um blog literário de sucesso;
  • Sai desse blog literário no auge de seu sucesso;
  • Viajei para outro estado e voltei para casa esvaziada de algo importante;
  • Sai da faixa dos 20, entrei na dos 30 e tenho 31 anos agora;
  • Adquiri alguns livros com os quais sonhei por anos, inclusive o box do "Livro das Mil e Uma Noites" com a primeira tradução para o português feita diretamente do árabe;
  • Vi uma das relações afetivas mais intensas e intimas que construí ruir como um castelo de cartas;
  • Perdi um dos meus irmãos;
  • Ainda não aprendi a lidar com a perda, mas continuo vivendo.
Ler os 13 volumes foi uma pequena jornada maravilhosa. Completar essa coleção me deu uma sensação agridoce. Por um lado há a emoção de chegar ao fim e do dever cumprido por outro não há mais um volume a esperar e fica um vazio emocional. Talvez por isso, nesse momento, quando estou prestes a me lançar em uma nova aventura profissional, vim aqui escrever sobre ele. AohaRaido foi uma pequena ancora para meu barco, já sinto saudades.

10 comentários:

  1. Oi,
    Não sou muito fã de mangás, mas adorei o post! Parabéns!!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  2. Olá, Pandora.
    Eu não sou muito de ler mangás hoje em dia, mas já acompanhei uma série por alguns anos também. Eles lançavam a cada quinze dias, mas como teve mais de 60 volumes, demorou bastante hehe. Mas é interessante ver como a nossa vida muda tanto em um período tão curto. São tantos acontecimentos que a gente nem percebe se não escrever por exemplo. Eu sou um pouco avessa a mudanças, mas mesmo sendo assim acredito que as coisas mudam para nosso bem e aprendizado.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Que linda coleção, com certeza deve ter sido mesmo uma delícia essas leituras, parabéns :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pandora!
    Nossa, quantas coisas você passou hein? Realmente muda muito a pessoa.
    Achei sua coleção fofíssima! Eu já tentei ler mangá mas meu déficit de atenção não deixou.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Pandora!
    Que lindo esse mangá! Adorei o traço dele.
    Realmente muita coisa pode mudar em dois anos, né.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Eu meio que entrei em curto do ano passado pra esse, algumas coisas não se encaixavam, não funcionavam, e muito do que eu já tinha como verdade me fez parecer um idiota de mil maneiras diferentes. É incrível o quanto as coisas mudam - e ao mesmo tempo continuam as mesmas. Às vezes eu me pego querendo não pensar muito, acho que há uma certa beleza na ignorância que é menosprezada.

    Ler sem contar pra ninguém tem sido meu passatempo favorito - assim como pular de um livro pra outro no kobo sem pesar a consciência.

    Jaci, dois abraços, sempre!

    ResponderExcluir
  7. Putz que bom que você foi convocada! Achei que estava só na creche.Mas não fique assim tão chateada, a vida se renova para quem está aberto para ela. Alguém especial vai surgir em breve. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Pandora! Muito muda em dois dias, quem dirá em dois anos. Eu estou me aventurando agora nesta história, li três volumes e estou curtindo muito. É nostalgia pura, muito do que vejo ali eu vivi na adolescência e, apesar de na época algumas coisas terem parecido o fim do mundo, hoje eu olho para trás com carinho e dou risadas.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. Mulher, que postagem linda <3 Estou apaixonada. Hoje li várias postagens do blog e estou ainda mais encantada por você e pelo seu cantinho. E realmente, muita coisa pode mudar em dois anos.
    Eu já tinha visto esses mangás por aí, mas nunca adquiri, porque como eu já tenho muitos livros e hqs aqui em casa, meio que estou dando um tempo nas compras. E quando compro, estou optando pelos volumes únicos.
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Tudo o que sei sobre mangás, é que acho lindo os traços dos olhos. Apenas isso. Nunca li, acho que eu mesma não compraria, porque são tantos outros na lista...
    Você por exemplo, poderia vir mais vezes à São Paulo e deveria acrescentar à sua lista aí de cima, que adquiriu o box dos seus sonhos!
    Beijo!

    ResponderExcluir