domingo, 19 de julho de 2015

Você já ouviu falar sobre a Síndrome de Möebius?

Você já ouviu falar da "Síndrome de Möebius? Não? Pois é, até conhecer a Erica Ferro eu também não tinha ouvido NADA sobre essa síndrome, mas um belo dia no Twitter eu conheci essa pessoa e descobrir com ela algumas coisas que eu não sabia.

Hoje a Erica escreveu um texto com cara de confissão no qual ela conta sobre a Síndrome de Möebius, me emocionou, fez pensar. Como disse a Erica lá no blog dela, crescemos e nos desenvolvemos ouvindo várias mentiras, tais como:
  • Existe um padrão de beleza que nos torna felizes;
  • Existe um jeito certo de ser;
  • Existe um tal de padrão de normalidade.
  • Se as pessoas não te acham bonita, então você é feia.
A gente escuta tanto essas mentiras que boa parte das pessoas acreditar nelas e vive buscando esse estilo de vida que para mim é um tipo de morte. Porém, muitos não são todos, há aqueles que descobrem as suas verdades sobre beleza, normalidade e formas diferentes de ser... Algumas dessas pessoas prefere se esconder do mundo e viver se achando um floco de neve único, especial e solitário, outros gritam ao mundo suas descobertas, pois sabem que, como diz a Bíblia, quando a gente conhece a verdade pouco a pouco ela vai nos libertando.

A Erica Ferro é esse tipo de pessoa com personalidade e capacidade de gritar ao mundo, ela explica direitinho o que é "Síndrome de Möebius". Só desejo divulgar o texto dela aqui.


Ah, só para constar: pessoas com Möebius são expressivas!

9 comentários:

  1. Passei por lá Pandora. Nunca ouvi falar da síndrome, mas sempre li por aqui sobre a garra da sua amiga Érica. Foi surpreendente ler o post, sentir ali a força de alguém com uma beleza além dos padrões.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pandora!
    Por coincidência vim do blogue da Érica para cá e como escrevi lá, a minha admiração por ela cresce a cada dia ou seria nova postagem? :)
    Vou colar aqui a frase que o personagem de Jack Nicholson (Melvin) em "Melhor Impossível" diz para Helen Hunt (Carol) e que eu devia ter deixado no blogue da Érica: “Você é uma pessoa que faz a gente querer ser melhor!”.
    :)
    Boa semana!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  3. Olá, Pandora!
    Achei muito importante a sua postagem de hoje. É preciso integrar a todos, é preciso falar, é preciso encarar nossos medos e deficiências, que muitas vezes nos fazem embotar.
    Precisamos lutar, contra toda e qualquer discriminação, que possa atingir as pessoas.
    Agradeço, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  4. Fui lá e recebi uma lição de vida! Ver que apesar das dificuldades ela está VIVENDO, plenamente. Lindo de ver! Obrigada pela indicação!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Nossa, não conhecia a síndrome. Mas que bom que mesmo com as adversidades, as pessoas especiais conseguem mostrar que são fortes, capazes, e felizes. O preconceito é algo que deve ser banido da sociedade o quanto antes.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Oi Pandora!
    Acabei de voltar do blog da Erica e de fato, o post é forte e demonstra muita coragem. Não a coragem de assumir quem é, mas a coragem de ser tão transparente. Ao mesmo tempo, senti como se fosse um ato libertador falar abertamente dessa síndrome que a maioria de nós desconhece.
    Achei super reflexivo, saí de lá meio "zonza", porque eu mesma muitas vezes me vejo "presa" a certos padrões que a sociedade impõe para que nos sintamos mal. Mas é como eu disse a ela, as pessoas falam até de um cabelo mal penteado, elas sempre vão falar de qualquer coisa.
    Muito grata pelo compartilhamento. Acabei por ter contato com mais uma pessoa incrível aqui na blogosfera.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia a síndrome, mas concordo com tudo que você postou e que a Erica disse... crescemos e vivemos acreditando nas mentiras que nos contam. Sempre, de alguma forma, a sociedade nos impulsiona para certos padrões e se você está fora deles tudo será mais complicado.

    Beijocas

    www.vidabonita.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito do seu blog, embora raramente comente. Li sobre a síndrome e agradeço por ter falado dela aqui, e deixado o link. Ganhei o dia com esse relato.

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida Pandora
    Estive ilhada sem net por mais de 15 dias... foi um caos devido a uma pane na região...
    Gostei de aprender sobre o tema aqui e fui refletindo sobre pessoas que a gente vai conhecendo bem assim... e sempre temos algo a meditar sobre nós também, sobre nossos esquisitos internos e externos, rs...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.