sábado, 25 de janeiro de 2014

Caxias do Sul e o estranho mundo da Ana Seerig [Minhas aventuras no Sul do Brasil - Parte I] #01

Há quatro anos atrás, um pouco antes da conclusão de meu curso de história, conheci uma pessoa pra lá de especial através dos descaminhos da virtualidade: a Tita Hart. A Tita é uma criatura muita apaixonada pelo Rio Grande do Sul e eu tenho a impressão que ela adotou o Sul como pátria e da convivência com ela surgiu o desejo de conhecer essa pátria.

E para completar eu adquirir um imã para gaúchos cujo auge foi conhecer a Ana Seerig, o Lucas Borba, o Pedro, entre outros guris e gurias extremamente fofos, lindos e enternecedores. Então decidi aproveitar a primeira férias de verdade de minha vida indo visitar o Rio Grande do Sul.

E vou ter de registrar que sou obrigada a concordar com a Ana Seerig, se o mundo começa em Recife ele certamente termina no Rio Grande do Sul. Eu me apaixonei de muitas formas por aquele canto do Brasil, por suas gentes e por suas histórias. Foi inesquecível! Conhecer Caxias do Sul, Nova Petrópolis e Gramado foi mágico de tal forma que não posso resumir a experiencia em um único post então tenham paciência comigo companheiros e companheiras de virtualidade. Cada cidade ganhara um post a começar por Caxias do Sul, minha primeira parada após desembarcar em Porto Alegre.

Em Caxias do Sul quem me recebeu foi a Dona Ana Seerig, a Tita me entregou nos braços dela não sem medo, afinal a Ana tem uma baita fama de má, é ariana e viciada em carteado e nós temos um talento nato para a discórdia. É fato notório e publico que entre 10 opiniões, eu e a Ana discordamos em 11. Eu temi por minha vida em Cassias, quer dizer Caxias!!! kkkkkkkkkkk

Mas, apesar de meus temores, Cassias Caxias do Sul foi perfeita! Foi muito bom passar um tempo com a Ana, ela é super fofa, querida, um pouco má, mas é difícil não se apaixonar perdidamente por ela, por sua estante de livros impressionantemente gigante, por sua cidade e as gentes que nela habitam. Cassias Caxias do Sul não é uma cidade turística, mas as pessoas de lá são impressionantemente EDUCADAS, polidas e procuram sempre mostrar a quem chega por lá o melhor da cidade.

Fiquei encantada com tudo e todos, especialmente com a mãe e o pai da Ana, como disse a ela, um dia quero cresce e me torna uma mãe tão boa quanto a dela e quem sabe no dia das mães minha filha com fama de má possa cantar algo tipo "Como é grande o meu amor por você" para mim na manhã do dia das mães.

Sim, a casa da Ana é azul Grêmio
O pai da Ana e alguns dos livros dele atrás - os olhos dele também são azul Grêmio.

O pai da Ana e a Ana gentilmente me levaram para conhecer um pouquinho de Criuva, cidade conhecida por ser o berço da música tradicionalista gaúcha.

Igreja Matriz do Espirito Santo em Criuva.

Lá fui conhecer o Monumento aos Irmãos Bertussi. Como subir e desci ai em cima é um mistério, mas o pai da Ana ficou com medo de por acaso eu quebrar o pescoço na tentativa.

Monumento aos Irmãos Bertussi, em São Jorge da Mulada, Criuva
Acabei tirando uma foto na frente da casa dos Bertussi, um espaço aberto a visitação, mas se você quiser mesmo visitar agende, porque nós não fizemos isso e ficamos só na foto da fachada.


Em Cassias Caxias mesmo, outro ponto a se visitar é o Museu da  Casa de Pedra, construído por uma família de imigrantes italianos entre o fim do século XIX e o inicio do XX possui um acervo de objetos utilizados por famílias de imigrantes em sua rotina domestica majoritariamente.


Pequena vinha plantada na entrada da Casa de Pedra



Quarto montado com objetos doados por famílias de descendentes de imigrantes.

Outra coisa que a Ana fez questão de mostrar foi a arte do italiano Aldo Daniele Locatelli impressa nas paredes da Igreja de São Peregrino, um dos lugares mais emocionantes que já tive a honra de visitar.










Ah, também tive o prazer de conhecer o Pedro, o garoto das Esferas do Dragão, que por culpa da Ana só me mostrou a Esfera de 4 estrelas e a bandana do Naruto.


Quando eu era criança achava a Felícia um personagem no minimo incomodo, sempre exagerando no amor aos gatinhos...


Ai eu cresci e virei uma Felícia... mas se olhar direitinho  da para ver que o Pedro ta rindo pacas!!!


Também teve todas as flores de Caxias:




E o momento mais emocionante da passagem por Caxias, a saber a visita ao monumento do Negrinho do Pastoreio localizado de frente a prefeitura da cidade. Eu quase morri vendo a criança lá eternamente amarrada próxima ao buraco do formigueiro, onde o senhor de engenho o prendeu. É como um triste lembrança de que no Brasil ainda existem milhares de crianças vivendo em estado de fragilidade social, exploradas até uma morte precoce.



Eu não sou de acender velas, sou protestante, mas é tão dolorosa a situação dessa criança que sei lá... Da vontade de fazer algo por ele.


E por fim, antes que esqueça, a titulo de registro, achei muito legal a escolha dessa loja:


E não posso deixar deixar nos altos desse processo que Caxias do Sul não fica por baixo de nenhuma montanha russa do mundo... Pense em um lugar cheio de ladeiras assustadoras. Pensou? Pois é, você pensou em Cassias Caxias.



____________________

P.S.1: Mi, Michele Lima para os não intimo, você tinha toda razão, a Ana é um doce, o coração dela não é pequeno, é só concentrado.

P.S. 2. Lu, eu não disse que o Desafio 12 Lugares cabia nos meus planos para 2014, ainda tenho mais algumas histórias a contar sobre o Rio Grande do Sul, mas agora só faltam 11 lugares a conhecer néh?!?


16 comentários:

  1. Coisa boa ver estas imagens!! amo R. Sul!! faz muitos anos que não vou até lá, mas morei 12 anos em São Leopoldo e ia muito nesta região da serra. bj

    ResponderExcluir
  2. Você vai viajar 12 vezes esse ano? Caramba vice? Vê se vem pra cá também kkk moro onde judas largou as botas, mas isso só apimenta a viagem. Achei o sul muito lindo pelas suas fotos, e a estante da Ana também é bacana com aqueles mosqueteiros que vc colocou no face. Boa sorte na sua jornada de descobrimento! Mil beijinhos.
    Alê.

    ResponderExcluir
  3. hahahahaha eu disse que daria tudo certo! vc deveria confiar mais na sua alma gêmea! E olha, vcs com esse papo bairrista, eu vou dizer uma coisa: o mundo começa em Recife, termina em Caxias, mas SP é o centro dele, tá! XD

    ResponderExcluir
  4. Menina, um passeio destes enchem a alma e o coração de sorrisos infindos.Gosto muito de conhecer a história dos lugares que visito;são como as chaves das antigas portas que ali coexistem com as novas.
    O sul tem enormes e cativantes belezas.
    Fico no aguardo do próximo post turístico, Pan.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  5. Linda a tua viagem, mas o mais incrível para mim foram os descaminhos da virtualidade te conduzir à pessoas tão especiais e lugares tão bonitos e ricos em história, cultura.
    Belíssima a igreja que você visitou. Já estou aguardando mais aí do Sul. Só conheço Gramado.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. ADOREI o seu post, as fotos, tudo, tudo, tudo dessa postagem! Caxias é MUITO linda, e eu não vejo a hora de conhecê-la. O pai da Seerig tem um par de olhos tão belos!
    E eu adorei a casa azul da Seerig, hahahaha.
    Fico feliz que sua estadia ao Sul tenha sido maravilhosa. Só não foi mais porque não viu o Lucas, né? :/
    A arte de Aldo Daniele Locatelli é MUITO linda. Fiquei encantada.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Que viagem maravilhosa, Pandora. E que fotos lindas! Sou louca pra conhecer o Rio Grande do Sul, aliás gostaria de morar lá. Não aguento mais esse calor dos infernos do Rio de Janeiro!
    Achei esse desafio sensacional, mas impossível para mim já que é bem possível que eu opere a coluna e tenha que passar alguns meses de molho. :( Mas estou tentando participar do desafio literário que você está participando. ;)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Que boa viagem, Jaci. Como disse no FB, adoraria ver vc e a Ana juntas. Passei por Caxias do Sul, em 2010, numa excursão. Visitei a igreja que vc mostrou, lindíssima e fomos a uma feira que estava tendo, aquelas típicas do sul. Passamos apenas 1 dia por lá. Vou seguir com você, nessa viagem linda.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Jaci, que show de passeio!!! Belas imagens e momentos!
    O Sul é a única região do país que não conheço, fico só babando quando vejo imagens desta terra lindíssima!
    Tenha uma semana luz!

    Bjoooooooooooo

    ResponderExcluir
  10. Que maravilha de passeio e encontros lá no Sul( moro lá mas agora, nas férias estou em SC). Tem lugares lindos como os que viste e que bom conhecer e ter amizade com gente boa assim.,Adorei as fotos e teus relatos!bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  11. Ai que post lindo! Eu tenho um sonho de conhecer o Sul do Brasil e agora fiquei com mais vontade ainda. Você começou o desafio divando e com o pé direito, puxa vida!!!! Adorei cada detalhe de Caxias do Sul, e mal posso esperar pelo post de Gramado. Boas viagens e passeios!

    ResponderExcluir
  12. Coisa boa é viajar, não? Adorei Caxias - não entendi a piada interna do Cassias, mas eu sou lerdo mesmo - tem tanta história que é uma pena que não seja uma cidade mais "turística". Melhor foto de todas é a primeira da Igreja de São Peregrino, passa uma noção enorme de imponência, ainda mais com você ao chão, admirando tudo.

    Show o post, queria eu ter disposição pra viajar também... Dois abraços ;)

    ResponderExcluir
  13. Que viagem maravilhosa você viveu! Nosso Brasil é realmente lindo! #curti

    ResponderExcluir
  14. Eu também sou apaixonada pelo Rio Grande do Sul e vou adorar rever cada pedacinho com o seu diário de viagem.

    ResponderExcluir
  15. Jaci,

    Fico imensamente feliz que tu tenha gostado de Caxias e que não tenha dito que eu quase a matei caminhando. Espero que tu possa voltar com mais tempo pra ver com mais calma (e menos correria) o que tu não viu. Sem falar que eu e tu e a Tita precisamos nos reunir devidamente pra nos avacalharmos.

    E como assim a Lúcia já veio a Caxias? E eu onde tava? =P

    ResponderExcluir
  16. Caxias, pela suas fotos, é linda! adorei. E cara, a Ana parece muito com o pai dela, pelo menos em alguns traços. Ah, essa coisa de sair por ai conhecendo lugares me atrai muito, pena q nem todas essas viagens cabem no meu bolso ainda, mas chego lá um dia, ah sim! E tem andar e subir todas as ladeiras viu? por que, qual a graça de visitar e não sentir na pele a realidade do local?! rrsrsr... bjoss!

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.