sábado, 2 de novembro de 2013

Meg Cabot


Reza a lenda, na verdade consta na Wikipédia mesmo, que Meg Cabot realmente se chama Meggin Patricia Cabot, nasceu na década de 1960 nos Estados Unidos e eu realmente sei muito pouco sobre ela. Mas sei o suficiente para dizer que uma das escritoras mais bem sucedidas escritoras do Ocidente, possui mais de 60 livros publicados em várias línguas, sua série de 10 livros "O Diário da Princesa" deu origem a filmes que são passados na Seção da Tarde com uma frequência digna de nota e existe uma lenda que a popular série Crepúsculo foi meio que inspirada em sua série "A mediadora".

Muitas adolescentes cresceram lendo a Meg, alguns adultos também leram seus livros e permanecem lendo até agora. Ela é uma autora impressionantemente versátil em sua escrita, parece ser o tipo de pessoa que não rejeita um desafio e coloca meninas como protagonista que nem sempre são bobas e fúteis. Ela já escreveu romances policiais, romances históricos, "Chick lit", histórias sobrenaturais e o raio que o parta.

Infelizmente eu passei toda a minha adolescente longe da Meg e seus livros fofos, queridos e famosos. Só bem recentemente fui apresentada a essa autora e sua obra pela Michele e pela Ana Seerig e o resultado desse encontro foi encantamento. Aliás, o encantamento foi tanto que decidimos fazer um PodCast só para a Meg.

A Aleska falaou sobre o livro "A garota americana",
A Michele falou sobre o romance histórico "Aprendendo a seduzir"
Eu falei- Pandora: Pode beijar a noiva.
A Ana Seerig sobre a Série "A mediadora"

Como de praxe deixo aqui os links para quem se interessar!


Download: CLIQUE AQUI

11 comentários:

  1. Oi linda!

    Nesta passei batida, nunca li um livro dela (que lembre), acho que a minha geração romântica era da época da coleção "Biblioteca das Moças" e Barbará Cartland rsrsrs.

    Bom domingo p/ vc e família!

    Bjooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia eu também gosto da Barbará Cartlhand e uma tia minha me deu um livro da Biblioteca das Moças que eu guardo como relíquia!!!

      Excluir
  2. Vc é de Recife? Tb sou.
    Vc gosta de ler? Tb gosto.

    ResponderExcluir
  3. Pandora!
    Adorei ler seu post! Precisava se falar sobre a nossa querida Meg Cabot e aqui você completou o que falta no post do Podcast.
    Uma boa semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Jaci! =)
    Também passei a minha vida inteira longe da Meg Cabot. Ainda não li nada dela, acredita? Preciso ler, aliás. Lerei os históricos dela (me interessam mais).
    Ouvirei o podcast, claro, com muito prazer e farei um comentário supimpa no Menina dos Livros.

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  5. Ah, eu sou do time que nunca leu nada e ainda a olhava com certo preconceito! Agora tenho que ouvir o podcast e encontrar motivos para ler algo dela ;)

    ResponderExcluir
  6. Pandora, eu, aos 41, comprei o box Diários da princesa.
    Ainda não li, mas tá na fila.
    E a série A Mediadora também tá na fila...
    Eu, a atrasadinha rsrsrsr

    Vou passar a manhã ouvindo o podcast...
    beijossss

    ResponderExcluir
  7. Nunca li os seus livros e sou da geração da Bia Jubiart e fiquei com a coleção "Biblioteca das Moças" e Barbará Cartland

    ResponderExcluir
  8. Não li nunca nada dela e aqui em casa on netos são guris, as leituras são diferentes:Todos do Diário de um Banana, por exemplo... beijos,lindo dia e semana,chica

    ResponderExcluir
  9. Querida Jaci, estou de volta!!! Com muitas saudades de suas postagens criativas e inebriantes! Ah...e tenho uma novidade: estou morando em Recife. Foram tantas voltas e revoltas que vc nem imagina...PS: a bolsa que vc me enviou é um dos presentes do blog que guardo com carinho. Abração. Voltarei sempre...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari que saudades de te encontrar por aqui!!! Que massa que tu está na terrinha!!! Espero que sua vida esteja bem!!! Que bom que você tem boas recordações da mim!!! #Emocionada!!!

      Excluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.