terça-feira, 24 de setembro de 2013

O dia das crianças...

É engraçado, mesmo agora que estou próxima dos trinta a proximidade do dia das crianças ainda me deprime... Que coisa estranha néh?!?!? Estando solteira há tanto tempo o mais correto seria me deprimi com o dia dos namorados, mas esse nem faz nem cocegas no meu modulo tristeza - embora o sábado a noite as vezes faça. Obviamente o fato de que completo ano no penúltimo dia de maio e os primeiros dias de junho sempre terem sido preenchidos pelos presentes dos meus tios, tias e avós tenha um papel nessa minha ignoração do dia dos namorados.

Mas o dia das crianças não, por muitos motivos diferentes o dia das crianças tem peso no meu calendário afetivo... Apesar de não ter sido uma criança infeliz todo adulto tem uma ou outra magoa da infância, não sou diferente. #QuePena Nenhuma criança deveria ser magoada em tempo algum, mas como adulta que cuida de crianças já aprendi o quanto é difícil não magoar ou frustar os corações de passarinho das crianças.


Enfim, quando a Aleska se propôs no blog A Menina das Ideias fazer entre os dias 27 de Setembro ao dia 12 de outubro uma sequencia de postagens sobre a infância eu abracei com os dois braços e o corpo inteiro.

Segundo a Ideia da Aleska as postagens devem seguir essa ordem:

1 - São Cosme e Damião - 
2 - Conto (ou mini conto) sobre a infância - 
3 - Brincadeiras de infância - 
4 - Inocência - 
5 - Programas de tv -
6 - Dia da Criança - 

Como não se trata de uma blogagem coletiva, se alguém por aqui quiser ir junto da uma passada lá no blog dela e confere esse post: Uma novidade a ser proposta e um poema. Talvez venha a ser muito legal reviver através da memória coisas  boas da infância!!!

10 comentários:

  1. Pois eu fui uma criança feliz. Depois me tornei um adolescente complicado, confuso e infeliz. Hoje, aos 57 anos, posso dizer que sou uma criança, não entendo nada.rs

    Na infância, só tive mágoa, justamente das duas professoras , do tempo do primário, Dona Lígia e Dona Lucinda. Isso está relatado no post, http://beldadedaminhavida.blogspot.com.br/search/label/Relembrando%20Os%20Velhos%20Tempos%20de%20Escola.

    ResponderExcluir
  2. Eu não fico apreensiva nem com o dia dos namorados e nem o dia das crianças. Mas não gosto muito do Natal. Fico triste e torcendo que as festas do final do ano acabe, logo. Muito legal essas postagens, se eu lembrar participo.
    bjs
    adriana

    ResponderExcluir
  3. Pandoraaaa, tinha perdido você de vista, mas com sua passagem no Misturação, agora não desgrudo mais.
    Vais ter que me aguentar.
    he he he
    Ainda mais uma jovem como você, tão inteligente e cheia de conteúdos grandiosos a serem passados pra todos.

    Olha, a infância sempre deixa alguma marca, mas dia das crianças na minha casa, não lembro de nenhum.
    Ando um pouco sumida da blogosfera, mas vou dar uma olhada nessas postagens, pois tem tudo haver com meu dia a dia.

    Não suma!

    Xeros

    ResponderExcluir
  4. Oi Pandora, cada um tem uma história, às vezes alegres às vezes nem tanto, mas é sempre bom ver crianças felizes e com certeza será uma blogagem bem legal.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Vai ser muito bom participar desta proposta da Alê e conhecer os muitos olhares para a infância.

    Ah, é você sim quem eu citei que viu as árvores verdes-cinzentas de Sampa, que pena, poderia ser mais bonito, mais verdinho, né?!
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pandora!
    Já estamos preparando coisinhas simples para os alunos lá na escola... dá um certo trabalho, mas os enche de alegria.
    Tive uma infância roceira livre (principalmente de adultos), mas não havia dia da criança, aniversário, nada destas coisas. Então estas datas não me movem tanto, apenas sigo as convenções urbanas.
    Na infância, só os dias santos eram diferentes: com terço, quentão (até para as crianças) rosca de forno à lenha, guaraná caçulinha furado a prego.

    Boas reflexões, beijos.

    ResponderExcluir
  7. Sabe criança que almoça com o olho na sobremesa?...Estou comentando aqui de olho nos cordéis que vi no post abaixo...rsrsrs...é que estou rascunhando um postagem sobre cordéis.

    Estou participando dessa proposta que vc trouxe por indicação de Ana Paula e acho que é de lá que lembro de sua carinha e de alguns outros blogs amigos tb, enfim, ri com sua declaração de que estando solteira há tanto tempo o mais correto seria se deprimi com o dia dos namorados do que com o das crianças. Como ariana (que se mete em tudo) e já chegando aos 40 (mais velha) eu vou dar conselhos, um deles é sentir saudade, nostalgia e usar essas palavrinhas e não depressão. Xô palavras fortes para sentimentos fortes que de uma certa maneira, ao meu ver, são bons.

    Segue abaixo seleção de links de postagens em meu blog que garimpei pra vc, além do convite para ler a de hoje dentro da proposta da Aleska.

    Bjos, doçura, criancices e um namorado pra chamar de seu, de marido, de chato....rararara...Hoje não é dia de Santo Antônio, mas aqui na Bahia toda sexta é dia de todos os santos.

    http://blogdtina.blogspot.com.br/2013/09/tias-e-arvores.html

    http://blogdtina.blogspot.com.br/2013/09/nao-perfeicao-cronica.html

    http://blogdtina.blogspot.com.br/2013/09/por-mais-docura.html

    Bju!

    ResponderExcluir
  8. Bacana a proposta, mas eu não posso me comprometer - apesar de estar de férias tenho ido quase todos os dias ao trabalho resolver alguma coisa - dos outros! Eu tenho boas lembranças da infância, muito boas mesmo, mas me tornei um adulto propenso à melancolia. Difícil explicar esses caminhos que a gente toma.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia minha linda.. realmente existem mágoas que carregamos desde pequenas.. Coisas que nos machucaram e mancharam essa fase que deveria ser tão especial e mágica..
    Mas claro que as coisas boas devem ser guardadas em nossa mente com mais intensidade né?
    Vou acompanhar sim as postagens.. sei que virão posts maravilhosos..
    Volto já. já pra ver a primeira e depois ir lá conferir os da Aleska...
    Agora vou pro tanque menina kkkkkkk

    Agora queria voltar a ser criança kkk

    Beijinhos

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.