segunda-feira, 27 de maio de 2013

A sorte das pipas!


Sou uma pessoa levemente distraída, vivo com a cara para o ar, com a cabeça nas nuvens, meu pai debocha me chamando de "Mundo da Lua", apesar do deboche me irritar profundamente tem seu fundo de verdade e eu não mudo porque gosto de ser assim.

Gosto de ser o tipo de pessoa que vive metade a sonhar, gosto de ter os pés no chão e os olhos nas nuvens. Talvez por isso inveje a sorte das pipas que os meninos empinam em dias verão por toda a parte do subúrbio onde moro. Enquanto o sol brilha e o vento sopra esvoaçando saias, cabelos e meus pensamentos vez em sempre paro e fico olhando o movimento das pipas lá no alto, voando quase livres no céu...

Por esses dias meu vizinho resolveu empinar pipa no quintal de minha casa, não resisti e pedi e ele para entrar na brincadeira. Foi ótimo sentir o vento puxando a armação frágil do brinquedo ligado ao chão apenas por uma linha tão tênue que fica invisível. Mas, confesso, apesar do prazer de segurar a linha foi uma tortura ignorar a vontade louca de soltar o fio e deixar a pipa ir embora. Me ocorreu ser uma pena estarem todas as pipas sempre sempre presas por fios semi-invisíveis na imensidão.

Enfim, apesar disso, presas ou não, elas estão tão altas, tão próximas as nuvens, tão envoltas no azul do céu que eu não posso deixar de invejar a sorte delas que podem ir tão alto enquanto meus pés precisam ficar tão presos no chão!



______________________

Esse texto foi publicado pela primeira vez em uma segunda-feira de outubro de 2011... Segunda-feira sempre é um dia que me deprime. Mas as vezes, não sempre e nem constantemente, gosto de combater esse mal estar com algo positivo, esse texto me remete a algo positivo... Vou começar a semana com ele, mesmo que ainda seja Maio, esse mês incomodo, e o céu esteja cinza.

12 comentários:

  1. O texto é lindo..
    E o modo como fala da pipa, me faz pensar em como deve ser bom estar lá no alto, despir a mente de qualquer pensamento, e apenas apreciar a paisagem, sem mais nada te preocupar.
    Como seria bom ser uma pipa de vez em quando..

    Também não gosto nada da segunda-feira.. aliás eu já começo a ficar deprimida no domingo a tardinha.. me bate uma tristeza.. um aperto no peito... vai entender né? srs

    Um beijo minha linda.. e uma semana incrível viu?

    ResponderExcluir
  2. Também invejo as pipas! E adorei o post, inspirado, nem parece ter sido um post pra segunda-feira - também tenho um problema com elas, são difíceis de lidar.

    Uma boa semana ;)

    ResponderExcluir
  3. Meu problema é com o domingo!!! Mas, cá entre nós, as brincadeiras de meninos são muito mais interessantes e divertidas. Provocam mesmo esta sensação de liberdade e nos fazem acreditar que somos donos do mundo.

    ResponderExcluir
  4. Pandora,que texto bonito!Tb tenho a cabeça nas estrelas,mas os meus pés são bem firmes no chão.As pipas tornaram sua segunda bem animada,ficou lindo esse texto!bjs e ótima semana pra vc!

    ResponderExcluir
  5. Temos o mesmo problema com a segunda-feira e dias cinzentos.

    Hoje mesmo está sendo um dia que está sendo girado a manivela.. sabe ? kkk
    Mas ouvir músicas alegres sempre levanta um pouco o meu astral.
    Adorei esse texto das pipas, adorei... tinha o mesmo pensamento quando via os pássaros do meu avó enjaulados..
    Bjs
    Debby :)

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo seu texto. Incrível ver que um objeto tão simples como uma pipa faça uma pessoa voar em letras tão mais altas que ela.

    ResponderExcluir
  7. O texto é muito bonito . Olhar as pipas voando, dá uma sensação de elevação, de grande positividade . Gostei muito!.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Vou te encher o saco com isso, mas é coisa de geminiana... kkkk.

    Bem, eu sou menos sonhadora, sou até pé no chão demais da conta. Mas minha mente se distrai facilmente. Por qualquer coisa sou levada a uma região qualquer do infinito e lá fico pensando na vida e perdendo tudo que está em volta, mas é fração de segundos, mas isso me coloca em cada situação chata... rs.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo a maneira que descreveu a saudade dos velhos tempos me transportou ate a infância, quantas coisas simples, boas e inesquecíveis da vida ficaram por lá e marcaram nossa alma...
    Um abraço carinhoso

    Paty Alves
    Ágape Amor Verdadeiro
    Patyiva
    Vou Conseguir

    ResponderExcluir
  10. Eu estava fazendo um comentário enorme ontem, segunda-feira, aos cinco minutos da tua publicação e um pouquinho antes do beijos, acabou a energia!
    Hoje já não é mais segunda... mas, o que eu tinha escrito era sobre essa cabeça nas nuvens. Conheci um termo com nossos amigos portugueses que se chama Despassarado e serve justamente para esses casos de pessoas um cadinho avoadas, feito pipas!
    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Adoro maio! Adoro o cinza e o frio! Achei muito lindo esse texto que vc colocou. Deu inveja das pipas tb, pq eu assim como vc gosto de mim sendo distraída do jeito q sou. Posso viajar por lugares incríveis na minha imaginação.

    ResponderExcluir
  12. Sentir o céu acariciando o seu rosto é uma das sensações mais maravilhosas já existente...
    bjus e boa semana!

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.