sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Especial CLAMP 3: RG Veda e Chobits!

RG Veda foi o primeiro mangá oficial criado pela CLAMP. Com elementos da mitologia védica, como o título RG Veda, que é uma referência ao Rigveda, o mais antigo dos quatro manuscritos religiosos Hindu, os Vedas. RG Veda conta a estória do príncipe Ashura, que como castigo por seu pai, Ashura-ô, ter tentado desafiar o destino, Ashura nasce sem gênero sexual, para que não possa continuar a linhagem real do Ashuras. Ashura já foi representado em ilustrações do mangá como uma dupla formada por um homem e uma mulher e ambos os pronomes de gênero masculino e feminino podem ser usados para se referir a ele.

Aqui vemos então pela primeira vez um dos temas de maior valor para a CLAMP: A não necessidade de definição ou importância do gênero sexual de um personagem para que ele venha a amar e se apaixonar, o que podemos ver claramente na paixão de Ashura por Yasha-ô. E como no final de X/1999, Ashura se sacrifica, durante a luta final, ao ver que iria "ferir" o seu amor Yasha-ô, mostrando assim um dos temas mais relevantes para a CLAMP, o dos amores impossíveis e das paixões trágicas.

Chobits conta a história de Hideki Motosuwa, um estudante que um dia encontrou uma robô no lixo, e decidiu então leva-la para casa. Conhecidos como persocoms, abreviação de personal computer, esses robôs pequenos ou com formas e dimensões humanas, podem ser programados para acessar a internet ou realizar tarefas domésticas, sendo considerados por esse motivo robôs de estimação.

Quando Hideki finalmente liga a sua persocom, a única palavra que ele escuta é ela falando "Chii". Hideki então decide batizar a robô com o nome de Chii. Chobits passa a narrar então a busca de Chii para desenvolver sua própria personalidade e encontrar o seu lugar no mundo.

Desde o começo o leitor percebe que Hideki e Chii estão destinados a se apaixonarem perdidamente. A grande questão em Chobits é que sendo uma robô, Chii nunca poderá ter uma relação com Hideki que não seja uma relação platônica.

E mais uma vez temos aqui um dos temas mais importantes para a CLAMP, o dos amores platônicos e das paixões impossíveis. E compreendemos então que para as mangakás da CLAMP, não importa a forma física do ser amado, e sim o valor e a intensidade da relação amorosa.


Continua...
__________

P.S.: Essa postagem faz parte, como o titulo anuncia do Especial Clamp feito a partir de uma postagem do Sidney no página do Japanholic's Hyperdimension, se você quiser entender melhor essa história basta consultar as outras postagem do especial... 



Engraçado... esses textos não foram campeões de comentários, mas são campeões de visualizações... Incrível como a CLAMP tem fãs!

7 comentários:

  1. Oie
    Não conhecia esse RG Veda vou ver se acho pra baixar, achei a estória muito boa.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  2. Ou muito me engano ou RG Veda ta sendo lançado pela JBC - mas ainda não vi por aqui, nas bancas que costumo ir. Talvez seja uma boa série para começar a ler os mangás das moças, partindo do princípio.

    Dois abraços ;)

    ResponderExcluir
  3. Ohn, a cultura japonesa é linda mesmo, né?
    Adorei essa coisa de "não importa a forma física do ser amado, e sim o valor e a intensidade da relação amorosa...". Faz-nos pensar. ;)

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  4. Tenho sérios problemas com Chobits anime,mas um dia vou dar uma change para o mangá!!!

    ResponderExcluir
  5. Achei as imagens fofas, mas não entendo nada disso mesmo rsrsr

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Embora eu tenha vários amigos viciados em mangás, não assisti muitos deles. Vi alguns de death note e another, mas não acompanhei.
    Chobits parece ser bonito e fofo. *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Li Chobits mas francamente... não achei graça na história , somente em uma parte ou outra do final da história!"

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.