quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Quando meus ouvidos se abriram...

Eu já disse muitas vezes que não sou uma das pessoas mais musicalizadas do mundo... É uma vergonha, eu sei, mas no meu mundo interno existe um silêncio no qual poucas músicas conseguem entrar, o que não significa que o externo não seja barulhento.

Eu vivo cercada de sons, a vizinha da frente escuta Calipso no volume mais alto, a de baixo adora um forro estilizado no melhor estilo Gatinha Manhosa, a de cima é evangélica e parece em guerra com a de baixo então escuta os hinos apocalípticos no maior volume enquanto meu primo escuta uns raps sem ouvir bem o que as letras dizem...

Na minha casa as pessoas também tem suas músicas... Júnior escuta dos Racionais e suas letras tipo "Preferencialmente preto, pobre, prostituta pra policia prender... para e pense por que..." a Benito de Paulo cantando "Eu sou como uma borboleta... Tudo o que eu penso é liberdade. Não quero ser maltradado...(não é tão mal, mas... nem sempre estou afim de ouvir). Rafaela ouve de uma cantora anunciando que "um terremoto vai acontecer aqui" a Emily desafiando minha sanidade com seu "I'm going under/ Drowning in you/ I'm falling forever/ I've got to break through/ I'm going under". Minha mãe ama apenas os hinos e meu pai... Aaaah... É uma longa história barulhenta com Roberto Carlos, Luiz Gonzaga, Raul Seixas, Clara Nunes e tantos outros aos pedaços, nunca um CD inteiro de uma vez.... variando de um ritmo a outro... em altíssimo tom, talvez o maior incomodo seja o altíssimo som e não as músicas em si.

É uma bagunça sonora que piora quando a gente desce a escadaria e ganha as ruas... os ônibus... as lojas... as curvas... os becos... as vielas... tudo no mundo é tão barulhento, quente e se misturam tanto tantas coisas! Parece que não há espaço para mais nada e nem para mim, como diz Claudineia, só me resta desligar o botão "realidade" e fazer meu caminho em piloto automático e me entregar a meus silêncios...

MAS, as vezes, não sempre nem constantemente, algo parece pressionar meu silêncio. Um som ultrapassa as barreiras da minha irrealidade, faz curvas e sussurra dentro de meu campo auditivo mais alto que qualquer grito... e então eu escuto... meus ouvidos se abrem!

Foi assim que eu escutei lá longe ou aqui perto alguém cantando "Não quero ver você triste assim, não... que a minha música possa te levar amor..." E eu estava tão triste e talvez ainda esteja, me sentindo tão mal amada, tão sem azul, tão solitária no meio de tanto barulho que meus ouvidos surdos se abriram e deram passagem a canção... um rap que me devolveu o azul e me deixou com uma reflexão digna de milhares de notas.

Quando cheguei em casa procurei pela música... pelo autor... e tudo o mais... Acho que estou apaixonada pelo Criolo e na sequencia compartilho o que talvez seja minha mais nova paixão musical.

E sim, quer o mundo acabe ou não no próximo dia 21, é sempre bom lembrar: "As pessoas não são más, elas só estão perdidas... Ainda há tempo..."

Criolo

"Cê quer saber, então vou te falar
Porque as pessoas sadias adoecem
Bem alimentadas ou não, porque perecem?
Tudo está guardado na mente
O que você quer nem sempre condiz com o que o outro sente
Eu tô falando é de atenção
Que dá cola ao coração e faz marmanjo chorar
Se faltar um simples sorriso
Ou às vezes um olhar
E que se vem da pessoa errada não conta
A amizade é importante Mas o amor escancara tanto
E o que te faz feliz também provoca a dor
A cadência do surdo no coro que se forjou
E aliás, cá pra nós, até o mais desandado
Dá um tempo na função quando percebe que é amado
E as pessoas se olham e não se falam
Se esbarram na rua e se maltratam
Usam a desculpa de que nem Cristo agradou
Falô, você vai querer mesmo se comparar com o Senhor?

As pessoas não são más, mano, elas só estão perdidas. Ainda há tempo.

Não quero ver você triste assim, não
Que a minha música possa te levar amor"

17 comentários:

  1. Linda! Não sou fã de rap, só conheço o Gabriel pensador e o Black Alien. Eles tem musicas mt boas, mas vou anotar esse rapaz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou fã de estilo musical nenhum Aleska, mas sinto-me aberta a conhecer todos...

      Excluir
  2. Oi flor!

    Não conhecia essa música... Linda a letra. Mas infelizmente, tem muita gente ruim no mundo. Que sabe exactamente a maldade que estão cometendo e fazem por prazer.

    Ainda bem que a maioria da humanidade é boa. E eu desejo que em nossos caminhos, somente boas pessoas esbarrem na gente.

    Beijos


    Selma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Selma!!!

      As vezes, não sempre nem constantemente, eu acho que as pessoas ruins são assim... meio perdidas... Mas as vezes eu também acho o mesmo que você!!!

      Excluir
  3. E ele ainda se cama criolo... foi só da música mesmo que vc gostou?

    Bijozzz

    ResponderExcluir
  4. kkkk Essa provocação eu respondo por e-mail... kkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Ah, mas o Criolo até eu - outro analfabeto musical - ouço. Gosto da que todo mundo gosta dele, a "Não Existe Amor em SP", e a "subirosdostiozin" - acho que é assim que escreve. Tenho que baixar o cd novamente - quando o fiz era legal, e pelo site do cantor - , perdi quando tive que aposentar meu notebook.

    Dois abraços ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que eu não sou muito ligada em música Luciano, vivo me surpreendendo com coisas que fazem sucesso a trocentos anos kkk... Também gostei de "Não existe amor em SP" e de algumas outras. Sem contar que o Criolo é um fofo!!!

      Excluir
  6. Já eu sou a pessoa mais musical que existe. Onde estou tem uma música tocando. E ouço de tudo, do atual ao antigo, passando por vários estilos.

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Dama tem gente que tem isso... Eu morro de inveja branca!!! rsrs

      Excluir
  7. Pandora, o gosto musical do seu pai me agradou rs. Adoro Clara Nunes, Raul Seixa e Luiz Gonzaga. :)
    Eu amo música, ouço sempre, todo dia! Só não tenho conhecido coisas novas. Mas já ouvi Criolo e achei ótimo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto Nadia, a questão do meu pai é o volume rsrsrs... E o fato que ele não deixa um cd tocar por inteiro, mas o pior é o volume, eu não aguento música alta.

      Excluir
  8. Em meio a tantos sons, veio aquele que lhe abriria os sentidos te resgatando da cacofonia geral.Hoje em dia, estamos todos num carrossel alucinado de por sons altíssimos, alguns bem incômodos.As pessoas acham que volume é critério para desfrute, cruzes.Eu aqui convivo com uma baterista principiante de um lado, um funkeiro sem noção do outro, um cantor de karaokê na frente que ama Roberto Carlos. Aí, euzinha me recolho aos meus standarts do coração, tipo: Ella, Billie, Sarah...

    Pandorinha,
    te desejo uma feliz e abençoado Natal renovado em esperanças boas e frutíferas que se realizem integralmente em cada dia de 2013.Boas Festas!
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calu eu realmente amo seus comentários. Obrigada por passar por aqui e pelos votos \o/

      Excluir
  9. Não sei se acredita em Intuição. Penso que os sons que ouvimos possam (por vezes) ser considerados como intuição. Existem coisas que não podem ser explicadas, apenas intuídas.

    Sou uma pessoa que desde pequena se acostumou ( por falta de recursos ) a escutar ao invés de música os sons naturais das coisas. Gosto de algumas músicas e não tenho preferência por estilo. Tem apenas que ser agradável a meus ouvidos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iza, eu acredito no que você falou. Tem algo haver com intuição e existem coisas que não podem ser explicadas!

      Excluir
  10. Quando a música toca no fundo da nossa alma é impossível não nos entregar a ela. Achei linda sua história e de como um simples verso pôde fazer vc despertar e enxergar o "azul" que estava adormecido!

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.