sábado, 13 de outubro de 2012

Meme Literário de Um Mês 2012: Dia 13 – Cite um trecho de um livro que você gosta.

"De todas estas Dádivas
Só quero a Taça de Ouro trabalhada a Fogo.

Facilmente, em teu reino de chão fértil,
Nascem Trigais de espigas ondulantes;
Minha terra porem não possui Campos
É Sagrada, selvagem, pedregosa
Tudo, ali, são Pastagens e rebanhos
de jumentos, de ovelhas e Cabras
Não quero chegar lá de mãos vazias."

Telemaco 
In: Canto IV da Odisseia de Homero
Meme Literário de Um Mês 2012 promovido pelo Happy Batatinha


E vocês, lembram de um trecho de livro que seja especial?
Aquele que você jamais esquece?
_______________

Só para avisar:

A Joice Lourenço do O Retrato de Berta está organizando em parceria com a Digitexto um Book Tour do livro "Um pouco de nós".

Como faço parte da turma dos co-autores, aviso aqui a quem se interessar, é só clicar na imagem!

 

14 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Letícia, eu ando tão Telemaco ultimamente!!!

      Excluir
  2. "Quando se leva um livro numa viagem." dissera Mo quando ela pôs o primeiro no baú, "acontece uma coisa estranha: o livro começa a colecionar lembranças. Depois basta abri-lo, e você já está de novo no lugar onde leu. Tudo volta, já nas primeiras palavras: as imagens, os cheiros, o sorvete que você tomou enquanto lia...Acredite, os livros são como papel pega-moscas. Não existe nada melhor para grudar lembranças do que páginas impressas." (Coração de Tinta pág. 22)

    ...........................

    É o livro que estou lendo agora. =)
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca, concordo com cada linha do que está escrito, preciso ler esse livro!!! É impressionante como ler certos livros nos trazem determinadas lembranças... Como pula dela para nosso colo milhares de referencias.... Livros são mesmo como papel pega-mosca.

      Excluir
    2. O livro é lindo! Uma declaração de amor aos livros.

      Excluir
  3. Segue abaixo um trecho;

    "[...]Não quero viver num mundo sem catedrais.Preciso do brilho de seus vitrais, de sua calma gelada, de seu silêncio imperioso.Preciso das marés sonoras do órgão e do sagrado ritual das pessoas em oração.Preciso da santidade das palavras, da elevação da grande poesia.Preciso de tudo isso.Mas, não menos necessito da liberdade e do combate a toda a crueldade.Pois,uma coisa não é nada sem a outra.E que ninguém me obrigue a escolher.[...]" Pascal Mercier,in: Trem noturno para Lisboa.

    Bom fim de semana, Pandora.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar Calu!!! Bom Fim de Semana para você também!!!

      Excluir
  4. Eu não to com o livro em mãos, mas a minha frase preferida é quando a Lizzie se nega a dizer sua idade para a tia do Darcy. "Lizzie acreditava que era primeira vez que alguém fazia pouco caso de tão pomposa impertinência" ou é mais ou menos isso. Outra frase que gosto muito é do Merlin na série Crônicas de Arthur. Ele acabara de ressuscitar e começou a falar incansavelmente sobre queijos. Só não falo exatamente sobre o q era pq é meio nojento rss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lizzie é sempre Lizzie, e sim, Crônicas de Arthur é um livro do qual eu já ouvi muito falar e ainda não li!!!

      Excluir
  5. "Antunes já tinha completado as orações, mas, para os habitantes do porão, o falecimento de Nsundi pedia uma outra cerimônia.Os escravos queriam tocar tambores, cantar e dançar. Purificar o navio."
    O outro pé da sereia, de Mia Couto. Minha última paixão, estou totalmente mergulhada no mundo moçambicano.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jussara eu tenho vivido um caso de amor com o Mia Couto, vc citando ele e eu aqui olhando para o "O fio das missangas"!!! Esse moçambicano é um gênio!!!

      Excluir
  6. Sou tão volúvel com relação aos livros... apaixono, apaixono de novo... coleciono amores!! (rs*) Homero, segue sendo um ícone estético e um desafio para tradutores do mundo inteiro.

    "A imobilidade das coisas que nos cercam talvez lhes seja imposta por nossa certeza de que essas coisas são elas mesmas e não outras, pela imobilidade de nosso pensamento perante elas" Um Amor de Swann.

    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda ao clube Luma, também sou volúvel e passional com meus livros!!!

      Excluir
  7. Pandora é uma frase de um livro que não li, mas tenho muito vontade de me aventurar em ler A Odisseia de Homero.

    Sou mais sonhadora e um dos livros que tenho como especial é O Vendedor de Sonhos do Augusto Cury.

    "Desistir dos sonhos é abrir mão da felicidade
    porque quem não persegue seus objetivos
    esta condenado a fracassar 100% das vezes..."

    Beijos

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.