terça-feira, 26 de junho de 2012

Com o pé na estrada!!!

Eu confesso, uma das coisas que mais gosto na vida é colocar o pé na estrada. Não sei bem porque mais sempre que deixo Recife rumo a algum lugar sinto misturada a tristeza e preocupação da despedida uma sensação de satisfação enorme.

Confesso que até pensei em fazer o trajeto Recife - Teresina de avião, mas calculando melhor desisti e optei, para desespero do meu pai que morre de medo dos perigos do Sertão noturno, pelo ônibus.

É que no ônibus eu tenho o prazer de me sentir avançando rumo a meu destino e a cada passo enquanto fito a caatinga me entrego mais e mais a meus pensamentos, sonhos, frustrações, medos e pesares.

Pode parecer estranho, mas eu sinto que precisava dessas 14 horas que a viajem do ônibus me ofereceu. Mesmo quando cheguei ontem em Teresina, totalmente dolorida, contemplando esse céu vertiginosamente azul e sentindo esse calor de mil sols percebi que essa escolha foi a melhor que eu poderia ter feito.

Hoje, passei a manhã assistindo dois outros historiadores falando de suas pesquisas. Um falou sobre uma comunidade hippies na Bahia e o outro de como os operários do bairro do Horto Florestal enquanto construíam a malha ferroviária de Belo Horizonte construíram também uma cultura Cultura Ferroviária.

Curtir muito a proposta de casar história e antropologia para falar da comunidade Hippie, assim como morri de inveja da serenidade com a qual o pesquisador mineiro falou de seu objeto de estudo, suas fontes, seus referenciais teóricos, seus resultados no caminho da pesquisa.

Depois de tudo quando comentei isso com a paulistana que em 24 horas se tornou minha amiga de infância ouvi ela dizer: "Esse é o jeito dos mineiros, já os nordestinos são afobados." #EuRi Sou afobada, somos afobados, a analise dela foi perfeita!

Amanhã é minha vez de apresentar meu objeto de pesquisa, minhas fontes, meus resultados, cruzemos os dedos para que tudo corra bem que minha afobação natural de lugar a alguma serenidade.

E sim, depois de tudo, seja qual for o resultado pego minha mala e dona Vaneza com Z que me aguarde em risos ou em prantos espero seu abraço amigo viu!
____
P.S.: Tentei postar algumas imagens do meu trajeto, da cidade, mas não consegui, a net aqui tá péssima... Na volta quem sabe em casa, com a net menos ruim e consiga!!!

18 comentários:

  1. Boa sorte na sua apresentação Jaci!!! E já que gosta de viajar poderia passar por SP, né?

    ResponderExcluir
  2. Oi Jaci

    Boa sorte na apresentação!

    Realmente viajar é muito bom, mas 14hs direto deve ser dose rsrs

    Beijos e bom retorno.

    ResponderExcluir
  3. Somos duas! Amo pegar uma estrada, com maridão dirigindo ou vice versa...
    Vanessa, relaxe, não se afobe e tudo vai sair redondinho, deu vontade de estar presente, sempre que posso estou dentro da UFT vendo apresentação de tese, seminário etc. Desde já torcendo com boas energias p/ vc!

    Beijãooooooo

    ResponderExcluir
  4. Ah! Quero ver as imagens, conheço parte destas paisagens, são lindas!

    Bjoooooo

    ResponderExcluir
  5. olha jaci!!!o primeiro livro de avatar a lenda de korra já esta completo^^

    http://www.animazone.com.br/2012/04/avatar-legend-of-korra-episodios.html

    ResponderExcluir
  6. Ah, sempre que viajo sinto mais saudades que satisfação - pelo menos n começo. Boa sorte com sua apresentação ;) e ficamos (acho que posso falar no plural) esperar pelas imagens ;)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Caramba, Jaci!! Quatorze horas é muita coisa, mas entendo que talvez também possa ser uma necessidade infantil - oooops! Estou tirando por mim e não me entenda mal, é que tenho alguns rompantes de reviver situações da minha infância e viajar passa por esse processo.
    Sobre a coletiva, vou aproveitar que é próxima ao "Amor aos pedaços" e aproveitar para fazer uma chamada dentro dela para o BC "Corpo de Mulher", pois acho que tem tudo a ver, com amar a si mesmo.
    Viu que coloque o banner no "Luz"? Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  8. Quatorze horas de viagem?! Bem cansativo, eu penso. Confesso que tenho medo de estradas, muito medo. Não medo de morrer, mas de sobreviver a um acidente, tendo sequelas; o medo de ser hospitalizado, de ficar preso entre as ferragens, e me deparar com o sofrimento alheio, num acidente com ônibus, por exemplo.

    Se eu tivesse condições, só viajaria de avião.

    Boa sorte, Pandora!

    ResponderExcluir
  9. xiiiiii! Boa sorte amiga, eu tb temo essas apresentações de trabalho. Morro de medo só de pensar em defender minha monografia por aí. Gostei de saber que os nordestinos são afobados, rss não é tão ruim como o nosso rótulo carioca, mas é engraçado tb. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. 14 horas de viagem é muito, mas quando a gente vai observando a estrada, fazendo amizade no ônibus, é tudo muito legal, eu também adoro!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  11. Também sou dessas que adora ficar olhando pela janela ou pras pessoas do ônibus enquanto pensa na vida... Mas 14 horas de viagem? Espero que não tenha tido o azar de ter um passageiro chato sentado ao teu lado...

    Muito boa sorte na apresentação amanhã! Tenho certeza que os historiadores que tu assistiu vão ter a mesma boa impressão, se não mais, da tua apresentação!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Vi seu link no blog do Christian e o icone com a Arashi de X-1999 me chamou a atenção..visitei seu blog e bam! Me deparei com mais uma pessoa que gosta de animes, alguns que eu também adoro! Gostaria de trocar idéias contigo e te convidar a conhecer meu blog que é focado em mangás, cosplay e etc. Notei também que temos uns gostos semelhantes em filmes....
    Queria poder ser sua Seguidora mas não achei a opção...,as queria trocar idéias contigo.
    bjs!

    ResponderExcluir
  13. Eu não gosto muito de viagens longas de ônibus, prefiro dirigir, mas se forem muitas horas também fico cansada, sei lá, nunca fiz uma viagem muito longa, a mais comprida durou pouco mais 3 horas...
    Esse ano vou fazer minha primeira viagem mais longa, vou pra São Paulo, moro em Santa Catarina acho que dá menos de 10 horas de ônibus.

    ResponderExcluir
  14. Acho uma delícia viajar de ônibus ou carro. Sentir o vento no rosto.. Acho que vc fez uma boa escolha mesmo.
    E agora não dá para te desejar boa sorte, pois já passou!
    rsrs

    ResponderExcluir
  15. Desculpe pela demora em comentar esse post, Pandora. Infelizmente, já é tarde para te desejar boa sorte na apresentação. S
    ou como você, prefiro as viagens em que posso ver a paisagem e me perder em divagações...

    ResponderExcluir
  16. Espero que tenha sido basante proveitosa a sua viagem, Jaci! Saudades e abraços

    ResponderExcluir
  17. Como alguns, cheguei atrasado a postagem (tive uma puta de uma intoxicação alimentar e o blogger ainda deu bug só me deixando comentar em anônimo e não permitindo que moderasse os comentários. ¬¬´). Viajar de ônibus é foda, só topo em situações extremas (sim, sou chato), viajo apenas de avião e ao contrário do que alguns pensam, não é nenhum luxo, é normal, nem é tão caro. E é mais seguro também. rs.
    Até mais Pandora.

    PS: Vi que a Tsu passou por aqui, creio que terão longos papos via blogosfera, ela é das parceiras mais queridas dos Lisérgicos e saca muuuuuito de anime, cosplays e derivados otakus.

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.