sexta-feira, 11 de março de 2011

Eu confesso!

Medo de Amar
Vinicius de Morais

O céu está parado, não conta nenhum segredo
A estrada está parada, não leva a nenhum lugar
A areia do tempo escorre de entre meus dedos
Ai que medo de amar!

O sol põe em relevo todas as coisas que não pensam
Entre elas e eu, que imenso abismo secular...
As pessoas passam, não ouvem os gritos do meu silêncio
Ai que medo de amar!

Uma mulher me olha, em seu olhar há tanto enlevo
Tanta promessa de amor, tanto carinho para dar
Eu me ponho a soluçar por dentro, meu rosto está seco
Ai que medo de amar!

Dão-me uma rosa, aspiro fundo em seu recesso
E parto a cantar canções, sou um patético jogral
Mas viver me dói tanto! e eu hesito, estremeço...
Ai que medo de amar!

E assim me encontro: entro em crepúsculo, entardeço
Sou como a última sombra se estendendo sobre o mar
Ah, amor, meu tormento!... como por ti padeço...
Ai que medo de amar!
__________________

Nos últimos tempos ando conversando tanto com minhas amigas sobre amor (parece que até na blogosfera esse tema me persegue) que eu acho que me rendo, eu admito, faço minha confissão... O problema não é peso, a altura ou a profundidade... O problema único, raiz de todos os outros é o medo... Tenho mais medo de amar do que tenho medo de pimenta e sim não pense que eu não tenho motivo para temer pimentas \o/. Enquanto eu não vencer esse medo não posso admitir ninguém por perto, simplesmente da mesma forma que não quero ser magoada, não quero magoar ninguém... Por hora, eu continuo sendo, nas palavras de uma querida amiga, "uma das pessoas mais fechadas para relacionamentos", lamento, espero que isso mude em breve e que pimenta volte a ser meu único pavor noturno e enquanto esse dia não chega me permito ficar apenas sozinha, mesmo que as vezes esse tipo de solidão me pese!

23 comentários:

  1. Aii compartilho com vc esse sentimento...
    E se me permite.
    Faço minhas as suas palavras!
    beijos queridona....

    ResponderExcluir
  2. O medo de amar é mais comum do que se imagina...

    ResponderExcluir
  3. Mas, com toda certeza, amar é algo que fascina e apavora na mesma medida!

    ResponderExcluir
  4. É tão difícil imaginar uma pessoa doce como você com medo de amar.
    O medo de se magoar ou magoar alguém é normal... mas sem esse medo... sem esses calafrios da insegurança... não tem graça rs.
    O amor é bom... difícil... mas bom. Não tem que ter medo não... vai e encara. Pimenta é muito pior! Vai por mim.

    BeijoZZz

    ResponderExcluir
  5. Pandora,
    Permita-me estas palavras de João Guimarães Rosa:

    A estrada do amor,a gente já está mesmo nela,
    desde que não pergunte por direcção nem destino.
    E a casa do amor
    - em cuja porta não se chama e não se espera -
    fica um pouco mais adiante.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  6. Mas o amor é assim mesmo...
    As vezes é necessário ficarmos a sós consigo mesmo, pois são esses momentos em que refletimos e obtemos as respostas para o medo passar.

    Vinícius, excelente pedida.

    Bom final de semana.

    Xeros

    ResponderExcluir
  7. Oi querida!

    Acho que o medo de amar deve ser o medo de sofrer! Já fui assim, e a partir do momento que abandonei meu medo, sofri mais sim, mas fui muito mais feliz! Se jogar de cabeça em um relacionamento necessita muita coragem! Mas vale a pena!

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  8. Esse medo um dia passa, enquanto não passa, pense no quanto você é amada pelos seus amigos. Bjo!

    ResponderExcluir
  9. COMO SEMPRE ADOREI A MENSAGEM AMIGA.
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  10. Com medo vais passar ao lado da (tua) vida...

    Acredita que vale a pena arriscar. Irás sofrer? Claro que sim! Mas outras coisas compensarão:)

    ResponderExcluir
  11. Ficar refratária a relacionamentos é ruim demais e isso no mais das vezes traz consequências bem pesadas, ruins mesmo.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  12. Oi amiga
    Nossa quanto tempo..e tempo a gente que faz...mas faz tempo que meu tempo está preso na ampulheta dos dias...
    Obrigada ,ah e seu blog está além do tempo.Gde beijo

    ResponderExcluir
  13. Vivi muito anos com os sentimentos congelados, até pelo meu último marido não consegui me apaixonar. Era algo angustiante. Eu me sentia diferente das outras pessoas, incapaz de me interessar por alguém.

    Até que recentemente apareceu um cara por quem me interessei muito, posso dizer que passei uns dias bem apaixonada. Mas ele não valia a pena investir e rapidamente pulei fora.

    Mas ao acontecer isso fiquei com muita vontade de me apaixonar, o que é diferente da vontade de arranjar um homem... rs... porque arranjar um traste qualquer é fácil, difícil é esse encanto que sentimentos pelo cara e tem que ser recíproco, senão não tem graça... eheheh

    Beijocas

    ResponderExcluir
  14. Oi Querida Pandora,

    Estava com saudades de sua caixa.

    O medo de amar é muito comum, eu também tenho e muito, na realidade o que temos é o medo do sofrimento, porém o medo já o próprio sofrimento né?

    Eu não carrego traumas na questão do amor, mas o que me mata são as comparações que involuntariamente faço o tempo todo (você sabe do que falo).

    Um dia eu vou me livrar disso e vou amar novamente, sem medo, sm comparações mas com a mesma intensidade...
    Cheiro e bom domingo

    ResponderExcluir
  15. Sei bem o que é isso... Perdi grandes oportunidades por conta disso.

    Beijos e deixe esse medo de lado.

    ResponderExcluir
  16. Bem minha querida,ja estou com quase 50 e jã não vejo mais o amor como quando tinha 20,ou 30.Acredito numa troca,boa,leal,respeitosa, química e bastante.E acredito que esse teu medo um dia vai passar.É so vc se abrir mais,e deixar as coisas acontecerem naturalmente.Sofrer é bom,Pandora,a gente cresce com a dor.Nos faz ver as coisas melhores e de outros ângulos
    .
    Obrigada por deixar seu rastro,estou no seu.
    Boa semana,bjk

    ResponderExcluir
  17. Olá, querida
    Deve ter as suas razões... o medo não nasce conosco...
    Espero que passe logo e desfrute das delícias amorosas da vida pois
    Deus é amor e Ele nos cura para o nosso bem...
    Bjs de paz e excelente tarde de Domingo.

    ResponderExcluir
  18. OI QUERIDA AMIGA.
    TE DESEJO UMA ÓTIMA SEMANA.
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  19. Por essa situação ainda não passei mas acredito que esse medo é o que mais impede as mulheres de viver um bom relacionamento.

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  20. Oi Pandora... o que posso dizer é que não compartilho muito com a idéia do Beto Guedes de que "O medo de amar é o medo de ser livre". O medo de amar é o medo de se magoar, de se entregar a quem não se deve, de perder parte de quem nós somos. Eu, mesmo amando intensamente, lido todos os dias com esse medo e rezo para que esse amor nunca se e me transforme em algo diferente ou menos belo. Um abraço.

    ResponderExcluir
  21. Pandora!!!! Não diga isso! Amar é bom e nem sempre tem sofrimento! Sofrer só faz parte da nossa busca, a dor acaba qdo a gente encontra a pessoa certa!
    Arriscar faz bem! Embora eu mesma já tenha passado por essa fase de ter medo! Mas confie em mim, libertar-se do medo vai te fazer bem!

    Bjs, Mi

    ResponderExcluir
  22. Pandora!!! Não diga isso! Amar faz bem e nem sempre acompanha sofrimento. A dor faz parte da buca e acaba qdo a gente encontra a pessoa certa.

    Arriscar é imporante mulher! Embora eu mesma já tenha passado por essa fase de ter muito medo. Mas acredite, libertar-se do medo é muito bom!

    ResponderExcluir
  23. Gostaria de dizer coisas mais saudáveis a respeito do amor, mas, no momento, não consigo. Te compreendo bem, Pandora.

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.