domingo, 3 de outubro de 2010

Vídeo Girl Ai e o que não vou ser!

Faz muito tempo que não falo dos meus animes por aqui... faz muito tempo que não penso neles na verdade, mas aconteceu uma coisa curiosa nos últimos dias, hoje do nada lembrei do episódio e deu vontade de escrever sobre um dos meus animes favoritos: Vídeo Girl Ai.
 
Vídeo Girl Ai é o nome de um mangá que chegou ao Brasil em 2001, é o nome de um anime de seis episódios lançado no Japão em 1991 e é uma das histórias que eu mais amoooooo... Sou absolutamente fã da Ai-chan e para mim a maior parte dos animes com garotos azarados e garotas desenroladas com peitões não passam de boas ou más imitações de Vídeo Girl.

Ai-chan

Vídeo Girl conta a história de Yota Monteuchi, um adolescente super encalhado, trapalhão, com um grandeeee, na verdade enorrmeee coração, mas com pouco talento com a mulheres... Yota é um fofo e é apaixonado por sua amiga Moemi Hayakawa... Oh bebê!!! Só que Moemi é apaixonada pelo amigo dele gatoso e pede ajuda ao coitado do Yota para conquistar seu amigo... Pobre menino não tem ninguém!!!

Moemi Hayakawa

Andando triste pela cidade Yota se depara com uma locadora (algo bem retro para nosso tempo onde o DVD e vídeos baixados da net são algo corriqueiro...), mas sim, Yota se depara com  a Locadora Paraíso onde ele escolhe um vídeo que tem na capa a imagem da Ai, uma garota loira e peituda... 


Até aí tudo normal, bem até ele chegar em casa e ver a garota do vídeo simplesmente sair da tela da televisão e invadir o apartamento do homem \o/!!!!

Yota Monteuche

Só que essa história é complicada, pq o vídeo do Yota está quebrado e quando a Ai sai do vídeo ela  perde 90% de seu busto avantajado e sua personalidade doce, assim como desaprende a cozinhar e vira um tipo de vídeo girl imperfeita/defeituosa... Ah, as Vídeos Girl são meninas perfeitas que saem do vídeo para consolar caras bonzinhos que só levam fumo das mulheres e ajudar os bobinhos a virarem garotos legais... Enfim, elas são o sonho de consumo de 90% dos adolescentes entre os 13 e 15 anos... Só a graça!!!


A Ai-chan é super demais, animada, fofa, atrapalhada, apaixonada... cheia de pro... cheia de solução... ela é um dos meus personagens favoritos.... Ai é tudo de bom... ajuda o Yota, acompanha ele tanto quanto uma pessoa pode acompanhar a outra e ao lado dela ele amadurece... cresce e vira homem... Ai é uma figurinha tarimbada no meu imaginário e estou falando sobre ela porque essa semana encontrei um amigo meu ao lado da sua esposa, ela me sorriu de um jeito muito terno e me cumprimentou com graça e gratidão, ops... nesse momento eu senti que eu já fui uma vídeo Girl.


Bem, não precisei sair de um vídeo cassete ou perder 90% dos meus orgulhosos peitos, mas já fui uma vídeo girl!!!! Tomei conta daquele pirralho por três anos, entre as idas e vindas dele com a namorada/noiva/esposa/mãe do filho dele; muitas conversas ao pé das escadarias da vida, muitos trabalhos da faculdade, muitos livros emprestados, muitos momentos ambíguos até a alma, muitas brigas... uma relação estranha... Até hoje me pergunto como isso não evoluiu de uma amizade para uma amizade colorida ou como nunca aconteceu nada entre nós. Hoje, pensando direitinho, ponderando, vejo que foi isso mesmo... eu era um tipo de Ai-chan consolando um enrolado da vida...

Até esse encontro com o casal, acho que estava com um pouco de raiva desse Yota que frequentou minha vida por tanto tempo e depois que se ajeitou com a sua namorada/noiva/esposa/mãe do filho dele sumiu  do mapa, um ingrato. Só que depois desse encontro, olhando os dois, a magoa evaporou... evaporou no sentimento meio melancólico de que eu estava por ali naquele momentos como apoio... é um pouco chato, mas eu fiquei feliz pelos dois no final das contas, foi uma fase para mim e para ele e passou... o vídeo acabou, afinal vídeo girls não ficam a vida inteira com seus enrolados, um dia a fita acaba e elas somem do mesmo jeito que apareceram, vão consolar outro mais necessitado e o cabra tem que se resolver sozinho!!!

Meu vídeo acabou, antes tarde que nunca, o meu amigo enrolado está desenrolando a vida dele como pode e agora quem da rumo a ele é a esposa dele... Eu tenho meus próprios assuntos para tratar e embora ame muito essa história e a Ai-chan:

Não quero e não pretendo ser Vídeo Girl de mais ninguém...
VÍDEO GIRL NUNCA MAIS!!!!

2 comentários:

  1. Olá Jaci!

    Jaci... Se assim permitir. Estou aqui a lhe fazer uma visita, e comentar este seu texto.
    Meus parabéns, por esta narrativa super interessante, e inteligente. Encontrasse uma maneira muito legal, de nos prender a esta leitura,sendo que o objetivo era passar para nós, parte, de uma passagem de sua vida. Mais uma vez,parabéns a você.

    Um abraço deste velho pensador.

    Uma excelente semana a você e ate +

    Jota.

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.