quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Lembrando de um personagem e descansando em uma Igreja

Há alguns anos atrás, quando eu ainda era "uma rata de biblioteca", ou "a rata de biblioteca da escola"  conheci Millan Kundera e "Risíveis Amores", um livro composto por sete contos INCRÍVEIS;  bem,  continuo sendo um rata, mas hoje frequento outras tocas. Foi em meio as minhas novas tocas  lembrei de Eduardo, um personagem do sétimo conto de Risíveis Amores: "Eduardo e Deus".

(esse post contém spoiler sobre o conto)

Em "Eduardo e Deus", Milan conta a história de um cabra que para conquistar uma moça acaba aprendendo a frequentar igrejas e da uma de cristão, com o tempo já esqueci muita coisa sobre esse livro, mas jamais vou esquecer a cara pasma de Eduardo observando sua amante tão tímida e puritana desfilando nua pelo apartamento depois de ter conseguido o que queria... Acho que ele esperava que ela chorasse arrependida por ter traído um mandamento divino ou algo do gênero... Acredite, enquanto eu lia eu ria e não me pergunte o motivo pq eu até hoje não sei...

Como li em um blog, para conquistar a moça Eduardo se mete em "um jogo fascinante entre representar, ser, brincadeira, leveza, peso, gratuidade e irreversibilidade" e "se vê enredado em situações que o levam cada vez mais a ser aquilo que utilizava como representação". Se bem me lembro o conto termina com um Eduardo que já maduro frequenta a igreja e chega mesmo a crer, quem diria???

Ah tá... mas não é sobre Eduardo que eu queria falar.... mas sim o motivo da lembrança... lembrei de Eduardo em meio a um momento de angustia quando parei, pensei duas vezes e entrei na Igreja da Boa Vista, sentei, contemplei as paredes que me cercavam e respirei... não vou dizer que tive um estase religioso, um momento de revelação e decidir me tornar uma cristã católica... Não, não é isso, não é dessa vez que vou me tornar professora de catequese em vez de professora da escola dominical... Não é isso mesmo...

É que, de repente me lembrei que quando eu era criança, educada religiosamente por um avó e uma avô evangélicos consevadorissimos eu não conseguia nem mesmo entrar em uma igreja católica, me sentia mal... tinha medo... angústia... sei lá... hoje, depois de realizar alguns trabalhos dentro de igrejas católicas da minha cidade me aproximei demais desses espaços, me apropriei de sua geografia, me familiarizei com a estética e chego a me sentir confortável dentro desse espaço... pensando nisso me lembrei de Eduardo, não do homem boquiaberto que me fez ri, mas do homem que se percebe em estase religioso... e ri novamente, mas dessa vez ri de mim.

Ah, vou deixar aqui algumas imagens da Matriz da Boa Vista, que fica na Rua da Imperatriz, Boa Vista, em Recife-PE, uma igreja que demorou 105 anos para ser construída e é um dos mais belos templos de Recife, vou colocar fotos que tirei em dois momentos diferentes... nesse meu momento risível e  em uma missa  (embora eu goste mais da Igreja de Santo Antônio_depois faço um poste sobre a Igreja em si_).



7 comentários:

  1. Uma beleza mesmo. Na verdade as igrejas católicas têm templos belíssimos. O que eu já nao posso dizer das Igrejas evangélicas. Até nisso vejo bem as diferencas de aparecência nas católicas e outros cuidados que geralmente as igrejas evangélicas têm.

    Xi, será que deu pra me entender;)

    Bjao

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    um TEMPLO é feito para a gente poder refletir em PAZ. Silêncio. Uma pausa para nós mesmos.
    Conheço a Igreja retratada pois tenho família no Recife.
    abs carinhosos
    Jussara

    ResponderExcluir
  3. Do Milan eu só conheço o Insustentável Leveza do Ser... que pra mim foi inesquecível.

    BeijoZzz

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo seu carinho e visita lá no que Elas estão Lendo. Amei a sua presençca.

    Este livro vale a pena ler. É maravilhoso.

    Nascemos Para Ser Felizes.
    Comprei assim somente pelo título. E valeu muito.. Vale a pena ler.
    Um abração bem especial para ti...
    Sandra

    ResponderExcluir
  5. Já li o Livro e vi o filme de Milan Kundera, a Insestável Leveza so ser...
    Este que vc indica não li.

    Um grande abraço,
    Sandra

    ResponderExcluir
  6. As imagens das igrejas são belas. Parabéns pela postagem.
    Sandra

    ResponderExcluir
  7. História interessante, mas é incrivel a influência q os adultos exercem qdo somos crianças né.
    bjos
    Maysa

    ResponderExcluir