domingo, 11 de julho de 2010

Fernando Pessoa_ Alvaro de Campos

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.


Um comentário:

  1. Pandora,querida:
    Obrigada,pelo carinho de seguir meu blog,seja sempre bem vinda.
    Eu gosto muito de Fernando Pessoa,em todas suas fases,acho forte essa negação,tenho certeza,que seu astral é elevado,
    Excelente semana,com boas energias,sempre!
    bjs
    Mari

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.