segunda-feira, 28 de junho de 2010

Antes de indicar qualquer caminho...


É revoltante que um homem indique mal a estrada a um viajante que desconhece o caminho a seguir, e o abandone em seguida, sozinho no engano. Mas não será mais revoltante ainda levar alguém a perder-se em si próprio? O viajante tem, apesar de tudo o consolo da paisagem, cuja aparência se vai invariavelmente modificando aos seus olhos, e o fato de que em cada uma dessas modificações pode encontrar uma saída; mas aquele que se perde em si próprio não tem um tão amplo terreno por onde guiar os seus passos; brevemente se dá conta de estar fechado num circulo de onde lhe é impossível fugir.

(Søren Aabye Kierkegaard, Diario de um sedutor)

2 comentários:

  1. nossa, voce colocou aqui uma citação que define muito como eu me sinto e o que eu gostaria de dizer! obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Quando nos perdemos em nós, não existe ninguém que nos mostre o caminho, somos nós que temos de o encontrar voltar a percorrer
    beijos

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.