sexta-feira, 16 de abril de 2010

Meu chodô!!!

Bem, desde os 18 anos que eu trabalho, o que não é uma coisa de outro mundo levando em conta que tem gente que perde a infância trabalhando e que eu fui trabalhar pq quiz (segundo a vontade do meu pai, eu ainda estaria sob a jurisdição dele)... Com 23 (quase 24) vejo que lá se foram cinco anos de trabalho mal remunerado, o que não é nenhuma coisa terrivelmente chocante uma vez que sou educadora.

No Brasil todos sabem que professor ganha mal, claro que não me conformo com essa situação, mas não me sinto vitíma dela uma vez que sempre soube dessa realidade e que AMO meu trabalho, desde aquele que desenvolvo com crianças de 2 anos até aquele que desenvolvo como formadora outros profissionais. Só que não é esse o chodô que quero comentar.

O fato que deu vontade de comentar, é a observação que já me acompanha por semanas é que observo que depois desse tempo de trabalho meus amigos, que começaram comigo a trabalhar, já conquistaram algumas coisas: alguns casaram com pompa, outros uma casa ou terreno popular também, ouve outros que compraram um carro popular e ainda os que se equiparam com aparelhos eletrônicos de alta tecnologia... e afinal de contas, eu me pergunto, "que diabos eu fiz com meu dinheiro?" "O que foi que construir como patrimônio para mim?"

Agora, enquanto eu concluia meus cinco minutos de estudo, me deu um estalo e eis que eu descobri qual é o meu patrimônio construido ao longo desses cinco pequenos anos de trabalho...

Eu construi uma pequena Biblioteca particular, minha biblioteca... rsrsrs... uma coisinha pequena e graciosa que se divide em três partes pela casa e que aos meus olhos é lindaaaaa... como não pensei nisso antes??? Vivo paquerando meus livros... eles são meus chodôs... meu investimento... pode parecer bobo, mas a verdade é que essa Biblioteca é meu maior bem e foi ela que eu construi nos últimos anos!

Aliás, pensando bem, ela é a realização dos meus sonhos de menina quando eu peregrinava pelas bibliotecas da escola onde estudava, de Casa Amarela e de Casa Forte!

Aliás [2], um ponto a destacar é a Biblioteca de Casa Amarela, ela é ótima, excelente mesmo, é clara, confortável, aconchegante, os funcionários não são chatos, vc pode pegar livro emprestado e o melhor é que se você estiver precisando descansar da sua própria casa pode ir para lá, pegar nem que seja um gibi e ler tranqüilamente aproveitando o silêncio que reina ao redor dela... Que saudade, tempo bom que não volta mais!!!

Mas, voltando a minha Biblioteca pessoal, ela é fofa demais, tem um pouco de tudo que eu gosto e um pouco do que não gosto também, mas que comprei por implicância ou ganhei por algum motivo... ela também é a cara de meus amigos... aiaiai... ninguém pode dizer que não construir nada... algo eu construir sim!!!

E, tal como os rapazes fotografam seus carros e colam em orkuts e afins, as noivas seus casamentos e algumas pessoas exibem seus acessórios altamente tecnológicos eu me dou ao direito de colar aqui as fotos de minha pequena, porém em estado de crescimento, biblioteca... e claro que com isso tenho o intuito de provar a mim mesma que não desperdicei dinheiro, apenas tinha um objetivo diferente dos que a maioria dos meus amigos tinham... E sonho é sonho, cada um tem o seu, eu acho, e cada um se esforça para torna-lo realidade... isso é o que importa... eu acho!

Parte 1: Livros, que já foram usados e vez ou outra gosto de ler...










Parte 2: Livros que estão sendo usados agora...








Parte 3: Livros que não estão sendo usados no momento...









Parte 4: A parte menos intelectualizada, esses livros eram para ser descartáveis, lidos e trocados, mas quem disse que tenho coragem de me desfazer deles...

Um comentário:

  1. Oi Menina

    Também construi minha biblioteca ao longo da vida acadêmica e pessoal. Por falta de espaço ela anda guardada, mas tão logo possa ela estará a vista.

    Beijos

    ResponderExcluir

Esse blog não representa um exercício de escrita, ele é um exercício de memória, de lembranças e esquecimentos. Funciona como uma caixa onde guardo coisas, sinta-se livre para comentar, mas saiba: comentários sem relação com o post serão excluídos por respeito a quem comenta de verdade.